sexta-feira, 12 de agosto de 2016

Fiji leva ouro no rugby e faz história com sua primeira medalha em Jogos Olímpicos

(Foto: Phil Noble / Reuters)

Por Nicholas Araujo
Estádio de Deodoro, Rio de Janeiro


As Olimpíadas no Rio de Janeiro consagraram nessa quinta-feira (11) a campanha espetacular da seleção masculina de Fiji no rubgy sevens. De mordo arrasador, a equipe venceu a Grã-Bretanha por 43 a 7 e levaram a primeira medalha do país em Jogos Olímpicos em toda sua história. E foi logo uma de ouro.

Ao contrário de outros esportes, Fiji se mostrou uma verdadeira potência no rugby nessas Olimpíadas. Tirando o confronto contra a Nova Zelândia, onde a classificação veio de modo apertado, o país do Pacífico não deu chances para os rivais britânicos. E a bela campanha foi consagrada com o ouro olímpico.

O primeiro ministro de Fiji e presidente da federação de rugby no país, Voreqe Bainimarama, fez questão de cumprimentar todos os jogadores após a comemoração do feito:

“Estamos todos muito orgulhosos de ser um fijiano, onde quer que estejamos no mundo. É uma sensação maravilhosa, é a história sendo feita, ganhamos a primeira medalha de ouro olímpica e mostramos ao mundo o tipo de rugby que jogamos. Agradeço àquele cara (apontando para o técnico) por ter montado esse time, mas também agradeço ao Comitê Olímpico Internacional por ter colocado o rugby na Olimpíada. Todo mundo está festejando no nosso país agora. Ninguém está no trabalho, ninguém está na escola, estão todos celebrando. Eu estou perdendo”, diz.

A campanha também consagrou o trabalho do técnico Bem Ryan, que chegou a equipe em 2013 e acumula conquistas desde então. Para o treinador, a conquista no Rio foi o ponto alto de seu trabalho com a seleção de Fiji. “Nossa melhor performance, certamente neste ano, talvez nos últimos três anos. Deixamos para o melhor para a final olímpica. Eles estavam brincando no aquecimento, rindo e relaxados, mas quando entraram no campo, eles foram cruéis, e poderosos e imbatíveis”, destaca.

Curiosamente, Ryan iniciou sua carreira no rugby como treinador das categorias de base da Inglaterra, e afirmou ter encontrado alguns rostos conhecidos na seleção olímpica do Rio. O técnico vê que a prata para eles não foi uma derrota, mas sim uma conquista de mais de 10 anos em dedicação a modalidade.

O jogo foi simplesmente fantástico para Fiji, que logo no primeiro minuto conseguiu seu primeiro try com Kolinisau, e até o fim dos 10 minutos iniciais do primeiro tempo, mas cinco atletas conseguiram pontuar para a seleção fijiana. O placar de 29 a 0 mostrou a superioridade do elenco, que mesmo em um ritmo mais leve no segundo tempo, garantiu a tão sonhada – e surpreendente – medalha de ouro olímpica.

(Foto: Phil Noble / Reuters)