terça-feira, 30 de agosto de 2016

Ryan Lochte diz em entrevista que não voltará ao Brasil após ser indiciado

(Foto: Matt Hazlett/Getty Images)


O nadador norte-americano Ryan Lochte disse ao site TMZ que não voltará ao Brasil para prestar mais esclarecimentos à justiça por conta de ter mentido sobre um suposto assalto que teria sofrido no Rio de Janeiro durante os Jogos Olímpicos. Ele foi indiciado por "falsa comunicação de crime".

"Eu não vou voltar", disse Ryan Lochte ao repórter que o encontrou no Aeroporto Internacional de Los Angeles nesta segunda (29) e o questionou sobre o assunto. O jornalista havia perguntado se Lochte voltaria ao Rio de Janeiro para o seguimento de seu processo, que envolve mais depoimentos do nadador norte-americano.

O Ministério Público deve convocar o nadador para novo depoimento no Brasil sobre o episódio. Mesmo se Lochte não retornar ao Brasil para depor em possível audiência, o caso continua sem a presença do atleta.  

A publicação ainda questiona Lochte sobre sua punição via Comitê Olímpico dos EUA. "Eu não tenho o que comentar. Qualquer que seja minha punição, terei que encarar. Eu não acho que tirarão a minha medalha. Foi minha culpa e seja qual forem as consequências", completou.

Nadador explica confusão no Rio de Janeiro

Lochte também deu entrevista para a emissora ABC. Na manhã desta terça-feira, ele falou sobre o problema que teve no Rio de Janeiro antes de anunciar que participará do reality Dancing with Stars (Dança dos Famosos nos Estados Unidos) - a ginasta Laurie Hernandez, ouro no Rio de Janeiro, também participará do programa.

“Eu menti sobre uma parte. Eu tenho minha responsabilidade e cometi um erro, um erro muito grande. São coisas que eu aprendi e eu sei que nunca acontecerá novamente. Horas depois do incidente, isso não é uma desculpa, mas eu ainda estava bêbado, continuava emocionalmente abalado porque apontaram uma arma para mim. Eu sou humano, eu cometi um erro”, falou o americano.

“Não tinha nenhum dano no banheiro, eu nunca entrei no banheiro, ele estava trancado. A história sobre eu no banheiro é mentira, nunca aconteceu”, completou.

O nadador ainda falou sobre o fato de Jimmy Feigen ter pago R$ 35 mil de fiança. Segundo Lochte, ele devolverá o dinheiro ao companheiro.

“Como disse, meus advogados vão cuidar disso. O que aconteceu, aconteceu. É meu erro e tenho total responsabilidade sobre isso. Vou pagar ele de volta”, completou.

UOL Esporte