segunda-feira, 8 de agosto de 2016

Seleção volta a decepcionar, sofre com vaias da torcida e apenas empata com Iraque

(Foto: Celso Junior/Getty Images)

Por Nicholas Araujo
Brasília, DF


A seleção masculina de futebol não conseguiu sair da sina de não marcar gols nesta Olimpíada. Em jogo contra o Iraque no Mané Garrincha, a equipe apenas empatou em 0 a 0 e viu a pressão pela classificação e as vaias da torcida aumentar, que não ficou satisfeita com o resultado. Alguns jogadores como Renato Augusto e Neymar tiveram as maiores vaias.

O Jogo

Melhor do que o primeiro jogo, o Brasil buscou mais o ataque e manteve a bola no campo ofensivo. Sem qualquer alteração, a seleção foi ao ataque com Neymar, Gabigol e Gabriel Jesus. Craque do Barcelona, Neymar teve uma bela chance de chute de fora da área, sua principal característica, e assustou o goleiro Hameed. Gabriel Jesus também teve ótima chance de cabeça, mas a bola passou à direita do gol.

O Iraque teve uma bola que poderia colocar mais pressão no jogo. Sem alcançar a bola, o goleiro Weverton viu a bola explodir na trave após cabeçada de Adnan e Rodrigo Caio tirou a bola da área. Minutos depois, Neymar bateu falta, a bola explodiu na barreira e no rebote, Renato Augusto mandou a bola no travessão.

O jogo teve alguns momentos de atritos entre as duas seleções, principalmente em jogadas com Neymar e Gabigol e com o goleiro Hameed. Ainda mostrando nervosismo, a seleção precisou controlar a situação para não perder o controle. No entanto, o primeiro tempo ficou em 0 a 0.

Na segunda etapa, a torcida foi um dos personagens principais pela perda de paciência e as vaias. Renato Augusto foi muito visado pela torcida. Ainda com dificuldades, a seleção manteve a bola no ataque, mas as finalizações não eram efetivas. A perda de passes, principalmente no campo ofensivo, foi um dos motivos essenciais para a falta de gols. Em dado momento, a torcida gritou por Marta, que está fazendo ótimos jogos pela seleção feminina de futebol.

Com um futebol de pressão, a seleção não finalizou de acordo e teve problemas com o ataque. Neymar buscou jogo em bolas paradas, mas não conseguiu o mesmo ímpeto como no futebol espanhol. As vaias aumentaram e uma invasão de torcedor ocorreu nos minutos finais. No início dos acréscimos, William tentou de longe, mas a bola passou por cima.

Nos minutos finais, a pressão continuou pelo lado brasileiro, mas as finalizações não aconteciam. Renato Augusto teve a chance do gol, sem goleiro, mas o chute subiu demais. O poder ofensivo se manteve, a torcida manteve as vaias e o jogo terminou em 0 a 0.

No último jogo da primeira fase, o Brasil enfrentará a Dinamarca na quarta-feira (10) e precisa da vitória para não depender de resultados.