segunda-feira, 1 de agosto de 2016

Yane Marques, do pentatlo moderno, será porta-bandeira do Brasil nas Olimpíadas

(Foto: Reprodução)


A atleta do pentatlo moderno Yane Marques, bronze nos Jogos Olímpicos de Londres em 2012, será a porta-bandeira da delegação do Brasil nas Olimpíadas de 2016, no Rio de Janeiro. A atleta concorrida ao lado do velejador Robert Scheidt e do libero Escadinha para carregar a bandeira na abertura dos Jogos.

O Comitê Olímpico Brasileiro (COB) promoveu uma eleição em seu site com a indicação dos três atletas para a honra de carregar o símbolo brasileiro. Yane foi eleita com 49%, superando Escadinha (40%), que possui três medalhas olímpicas e três títulos mundiais, e Scheidt (11%), bicampeão olímpico e com 11 títulos mundiais.

Yane se torna a primeira atleta não campeã olímpica a ser porta-bandeira desde 1988, quando o judoca Walter Carmona, bronze em 1984, recebeu a honra. Mesmo com a minoria no início da votação, Yane se torna a segunda mulher a levar a bandeira brasileira na abertura. A primeira foi Sandra Pires, do vôlei, em Sydney-2000, que também foi a primeira brasileira campeã olímpica, em Atlanta-1996.