sábado, 24 de setembro de 2016

Arsenal atropela Chelsea e vence por 3 a 0



O Arsenal atropelou o Chelsea no clássico de Londres vencendo a partida por 3 a 0. Além da rivalidade, o jogo era importante porque o derrotado já fica oito pontos distante do líder em apenas seis rodadas do Campeonato Inglês.

O placar foi construído no primeiro tempo, mas durante toda a partida o Arsenal foi superior e poderia ter ampliado a vantagem. Companheiro de David Luiz na zaga, Cahill falhou feio no primeiro gol. Mas todo o time do Chelsea foi mal.

Com a vitória, o Arsenal está na terceira posição com 13 pontos, cinco a menos que o líder Manchester City. O Chelsea estacionou nos 10 pontos  e ocupa o oitavo lugar.

O melhor jogador da partida

O primeiro gol do Arsenal foi mérito exclusivo de Alexis Sánchez. Ele roubou a bola do zagueiro Cahill e correu livre para marcar. O chileno também deu assistência para o gol de Ozil. Os méritos não se limitam a participação em lances decisivos. Ele conseguiu incomodar os defensores a todo momento.

Em vários lances foi possível ver os zagueiros do Chelsea correndo atrás da bola por estarem fora de posição pela competente troca de passes do Arsenal. O segundo gol, de Walcott, é prova disso. Bola de pé em pé até finalização com o goleiro batido

O pior jogador da partida

O zagueiro Cahill protagonizou a grande falha da partida e certamente um das maiores do final de semana. A bola foi recuada para ele próximo ao meio de campo. O jogador demorou tanto para decidir o que fazer que Alexis Sánchez roubou a bola e partiu livre em direção ao gol.

O atacante finalizou com uma cavadinha e abriu o placar. O erro abalou o defensor que esteve inseguro durante todo o clássico. Em muitos lances acabou pressionado pelos atacantes e rifou a bola, atrapalhando a construção das jogadas.

Conte muda, mas Chelsea não responde

A conversa nos vestiários não mudou o panorama da partida e o Arsenal continuou melhor. Antonio Conte fez uma substituição colocando Alonso no lugar de Fábregas. O time ficou com três zagueiros e tentou agredir pelas laterais do campo.

A mudança não surtiu resultado e o Arsenal permaneceu no comando da partida. O time chegava em bloco ao ataque do Chelsea que esteve mais perto de tomar o quarto gol do que diminuir a diferença. Foi a primeira vez que o treinador perdeu dois jogos seguidos por um campeonato desde 2009. Na ocasião, ele estava na Atalanta.

Wenger, 20 anos de Arsenal

Arsène Wenger vive uma semana especial por completar 20 anos a frente do Arsenal. Teve pela frente o Chelsea e, além do placar, foi superior na questão tática. Seu time conseguiu controlar os atacantes adversários e os homens de frente mantiveram a posse de bola. Não de uma maneira improdutiva, mas levando perigo.

UOL Esporte