quinta-feira, 22 de setembro de 2016

'Assassino das áreas', Robinho faz no Atlético-MG mais gols até do que no auge no Santos

Autor do gol da classificação do Atlético-MG às quartas de final da Copa do Brasil, Robinho reforçou ainda mais o momento artilheiro que vive em Belo Horizonte. O atacante de 32 anos tem sido ainda mais goleador do que seu auge defendendo o Santos.

Contratado em  fevereiro, o camisa 7 soma 23 gols em 40 jogos oficiais, o que dá média de 0,57 por jogo. E nada menos do que 22 dos tentos saíram dentro da área.

O melhor ano dele no Santos - e também o de toda sua carreira - foi em 2004, quando marcou 32 gols em 57 partidas oficiais, o que resulta em uma média de 0,56. Naquela temporada, ele foi um dos destaques da equipe praiana na conquista do Campeonato Brasileiro.

Mais do que a fase artilheira, Robinho tem se mostrado um atacante letal. Isso porque e só precisa, em média, de 2,7 finalizações para fazer um gol na Série A, contra 4,9 de Gabriel Jesus, do Palmeiras, com quem divide a artilharia da competição com 11 bolas nas redes. Sassá (Botafogo), Vitor Bueno (Santos) e William Pottker (Ponte Preta) vêm logo atrás com nove gols.

O ex-jogador de Real Madrid, Manchester City e Milan atualmente briga pelo segunda chuteira de ouro na temporada, já que foi o goleador máximo do Campeonato Mineiro com nove tentos. Além disso, foi às redes duas vezes na Copa do Brasil e uma na Libertadores.

A próxima oportunidade de Robinho melhorar ainda mais sua média e tentar se isolar na artilharia no Brasileirão será no domingo, quando o Atlético-MG receberá o Internacional no Independência, às 18h30 (de Brasília).

ESPN