quinta-feira, 15 de setembro de 2016

Corinthians tem pressão interna por troca de Cristóvão por técnico renomado

(Foto: Robson Ventura/Folhapress)


É grande a pressão de conselheiros do Corinthians para que a direção do clube demita já Cristóvão Borges e contrate um técnico mais renomado.

A avaliação de membros do Conselho Deliberativo é de que o treinador mexe mal na equipe e não tem o respeito dos jogadores por não ostentar um currículo vitorioso. A troca de Giovanni Augusto por Willians na derrota para o Santos por 2 a 1 no último domingo é usada para sustentar a tese de que o comandante movimenta mal as peças da equipe. O fato de o Corinthians ter vencido o Sport por 3 a 0 após ele mexer no time não é levado em consideração pelos críticos.

Nesse cenário, o argumento da maioria que quer a saída de Cristóvão é de que o Corinthians precisa de um treinador com histórico vencedor e cascudo para domar o elenco e aguentar a pressão da torcida.

Tite e Mano Menezes (mesmo sem conquistas recentes) são citados como exemplos, mas já que nenhum deles está disponível, Vanderlei Luxemburgo é lembrado por alguns. Porém, como os últimos resultados dele não foram animadores, seu nome está longe de ser um consenso.

Enquanto isso, a torcida se manifesta nas redes sociais pedindo Roger Machado, que se demitiu do Grêmio nesta quarta.

No entanto, a diretoria não dá sinais de pretender demitir Cristóvão. Internamente, a direção reconhece que o trabalho do treinador está abaixo do desejado, mas elogia o técnico por seu comportamento com os atletas e por, na opinião dela, suportar bem a pressão.

A troca dele por um profissional mais badalado iria na contramão da política de corte de gastos adotada pelo presidente Roberto de Andrade.

UOL Esporte