quinta-feira, 1 de setembro de 2016

Investimento em brasileiros cai 34% e é o pior em 4 anos na janela europeia

(Foto: Reprodução)


O futebol brasileiro pode até ter conquistado a inédita medalha de ouro olímpica, mas ainda está bem distante dos seus melhores dias para os clubes da elite da Europa.

Há quatro anos, os times dos seis principais campeonatos nacionais do Velho Continente não gastavam tão pouco na contratação de jogadores brasileiros em uma janela de transferências de pré-temporada quanto agora.

De acordo com o site Transfermarkt, especializado no mercado da Bola, as equipes de primeira divisão de Inglaterra, Espanha, Itália, Alemanha, França e Portugal investiram 190,7 milhões de euros (R$ 688,7 milhões) em reforços brazucas entre 1º de julho e 31 de agosto.

Isso significa uma queda de 34% em relação ao mesmo período do ano passado. Na janela de transferências de verão da temporada 2015/16, os clubes desses seis países gastaram 288,5 milhões de euros (pouco mais de R$ 1 bilhão) para contar com brasileiros em seus elencos.

O valor também é menor do que o registrado nos dois anos anteriores. Em 2014, o investimento foi de 195,7 milhões de euros (R$ 706,8 milhões). Na janela de 2013, impulsionadas pela ida de Neymar para o Barcelona, as transferências de brasileiros movimentaram 286,3 milhões de euros (R$ 1 bilhão).

Para encontrar um mercado de pré-temporada mais fraco que o de 2016 para o futebol pentacampeão mundial na elite europeia é preciso voltar a 2012, quando o investimento ficou na casa dos 142 milhões de euros (R$ 512,9 milhões).

O reflexo dessa queda pode ser visto na lista dos reforços dos grandes clubes do mundo. Entre as 30 transferências mais caras da janela encerrada na quarta-feira, somente duas são de jogadores brasileiros.

E a maior delas, envolvendo Hulk, não é o que pode se chamar de uma transferência para um grande centro. Por 55,8 milhões de euros (R$ 201 milhões), o atacante trocou o Zenit, da Rússia, pelo Shangai SIPG, da China.

Pensando apenas em mercados de primeiro escalão, a grande transação de um jogador brasileiro na janela foi o retorno do zagueiro David Luiz para o Chelsea. Para tirá-lo do PSG, clube para qual ele havia sido vendido em 2014, os ingleses gastaram 38,5 milhões de euros (R$ 129,3 milhões).

A venda de Gabriel Jesus para o Manchester City, por 32 milhões de euros (R$ 115 milhões) também entraria no top 30 dos maiores negócios. No entanto, como ele só deixará o Palmeiras no fim do ano, a transação será completada e fará parte da próxima janela de transferências, em janeiro.

OS 5 BRASILEIROS MAIS CAROS DA JANELA

1º – Hulk (30, A, Shangai SIPG) – 55,8 milhões de euros
2º – David Luiz (29, Z, Chelsea) – 38,5 milhões de euros
3º – Gabriel (20, A, Inter de Milão) – 27,5 milhões de euros
4º – Gerson (19, M, Roma) – 16,6 milhões de euros
5º – Fernando (24, V, Spartak Moscou) – 12,5 milhões de euros

UOL Esporte