domingo, 11 de setembro de 2016

Momento Paralímpico: Brasil alcança feito inédito na bocha na Rio 2016

(Foto: Rio 2016/Ana Patricia Almeida)


Daniel Dias continua atrás de feito inédito nos Jogos Paralímpicos

O nadador Daniel Dias conquistou sua 19ª medalha em Paralimpíadas na noite desse domingo (11). O brasileiro levou a prata nos 100m peito na categoria SB4 e continua na busca em ser o maior medalhista em Jogos Paralímpicos.

Até então, o feito é do nadador australiano Matthew Cowdrey, que conquistou 23 medalhas entre Atenas 2004 e Londres 2012, mas que não está participando da Rio 2016. Daniel ainda disputa cinco provas no Brasil, e caso suba no pódio em todas, se tornará o maior medalhista paraolímpico de todos os tempos.

 (Foto: Rio 2016/Gabriel Nascimento)


Duplas avançam para as finais da bocha

A grande surpresa da Rio 2016 está na bocha. O trio formado por Dirceu Pinto, Eliseu dos Santos e Marcelo dos Santos, que disputam a classe BC4, venceram a Grã-Bretanha por 4 a 2 e alcançaram a final da categoria. A decisão será nesta segunda, as 14h, contra a Eslováquia.

Na classe BC3, o trio brasileiro formado por Evani da Silva, Evelyn de Oliveira e Antônio Lemos venceram Cingapura na decisão por 6 a 2. Mesmo com a derrota na primeira fase para a República da Coréia, os brasileiros decidem o ouro contra a Grécia, também na segunda, as 17h30.


Atletismo traz mais medalhas para delegação brasileira

Após o ouro e o bronze pela manhã, o Brasil voltou ao pódio no atletismo nas provas da noite. Felipe Gomes ficou com a prata nos 100m com o tempo de 11s08, contra 10s99 do americano David Brown. O pódio foi completado por Ananias Shikong, da Namíbia, com 11s11.

Antes disso, a atleta Teresinha de Jesus levou o bronze nos 100m da classe T47, para atletas com deficiência nos membros superiores. O ouro foi para a americana Deja Young e a prata foi para a polonesa Alicja Fiodorow. 

(Foto: MPIX/CPB/Daniel Zappe)