sexta-feira, 9 de setembro de 2016

Na lanterna do Brasileirão, técnico do América-MG já faz discurso de queda

(Foto: Divulgação/América-MG)


Último colocado do Campeonato Brasileiro. Time que mais perdeu (16) e o que menos venceu (3), o América-MG precisa de um desempenho de campeão para seguir na Série A. São 14 pontos de distância para o Sport, primeiro clube fora da zona do rebaixamento. Com tantos números ruins e reação que nunca começa, o técnico Enderson Moreira já adotou o discurso do rebaixamento.

"Falar o que? É difícil. É claro que fica muito complicado, a gente precisa reagir, mas essa reação não pode ser para amanhã, tinha que ser para ontem", disse o treinador do América na primeira resposta da coletiva dada após a derrota para o Cruzeiro, a 16ª da equipe em 23 rodadas.

De acordo com o Departamento de Matemática da UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais), a chance de o América ser rebaixado já é maior do que 99%. Assim como também apontam os sites Infobola e Chance de Gol.

"O cair não vai ser o fim do América, isso já aconteceu em algumas outras situações. Já teve momento de cair até no Campeonato Mineiro e ele se reergueu com ainda mais força. Nós não podemos deixar com que isso faça com que a gente perca a dignidade, a tradição do clube. Que a gente possa, acima de tudo, respeitar, até o último instante. É um clube centenário, que lutou muito para poder se manter vivo em um futebol tão desigual como o que a gente convive hoje. De receitas tão distintas e tendo que ter o mesmo resultado, o mesmo objetivo. O futebol brasileiro só fez com que alguns clubes estivessem cada vez com mais problemas", emendou Enderson Moreira.

Embora nem mesmo o treinador do América pareça acreditar numa reação, ainda é possível o América não cair. Desde que o time passe a ter o mesmo aproveitamento que tem Palmeiras, Flamengo e Atlético-MG, os três primeiros colocados. Para continuar na elite nacional, a equipe mineira precisa vencer pelo menos dez dos 15 jogos que ainda vai disputar.

"Não sei se é possível. Quem pode ter certeza disso? Como não tinham certeza do Fluminense em 2009. Todo mundo cravou o Fluminense rebaixado, e conseguiu sair. Eu trabalho com futebol e vi coisas muito difíceis aconteceram. Se vai acontecer agora, eu não sei. A gente trabalha situação de jogo a jogo. Não adianta pensar em 10 vitórias se a gente não ganhar o próximo jogo. Trabalho para o próximo jogo".

Na próxima rodada, neste domingo, o América visita a Ponte Preta, no Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas. No primeiro turno a equipe paulista venceu, por 2 a 1, em jogo realizado no Estádio Independência.

UOL Esporte