quinta-feira, 8 de setembro de 2016

Ryan Lochte é suspenso por 10 meses após confusão no Rio de Janeiro

(Foto: AP Photo/Michael Sohn)


O norte-americano Ryan Lochte foi suspenso por 10 meses nesta quinta (08) pela confusão em que comunicou um falso assalto no Rio de Janeiro durante os Jogos Olímpicos. A informação foi confirmada oficialmente em comunicado do Comitê dos Estados Unidos. Com a suspensão, Lochte perderá o Mundial de natação, disputado em 2017.

Os outros três nadadores envolvidos no caso de falsa comunicação de crime no Rio de Janeiro Gunnar Bentz, Jack Conger e James Feigen receberam suspensão de quatro meses cada, válida até 31 de dezembro de 2016.

"Os nadadores foram suspensos por violarem o código de conduta do Comitê dos Estados Unidos. Ryan Lochte foi suspenso por 10 meses de todas as competições pela seleção dos Estados Unidos, até 30 de junho de 2017, incluindo o Mundial de natação a ser disputado no próximo ano", diz o comunicado.

Lochte e os outros nadadores ainda não receberão salário do comitê norte-americano durante esse período e nem terá acesso aos centros de treinamentos da seleção dos EUA. Os atletas também não estarão no encontro de atletas de natação dos Estados Unidos na Casa Branca referente à participação na Rio-2016 e nem no evento anual de natação do país, o Golden Goggles.

No caso de Ryan Lochte, o nadador ainda terá de prestar 20 horas de serviços à comunidade. 

UOL Esporte