quarta-feira, 19 de outubro de 2016

Água poluída faz Mundial de surfe mudar sede de etapa do Brasil

(Foto: WSL/ SMORIGO)


A World Surf League (WSL), entidade que organiza o Mundial de surfe, anunciou nesta quarta-feira que a etapa do Rio de Janeiro em 2017 sairá do Postinho, na Barra da Tijuca, para a praia de Itaúna, em Saquarema. A poluição das águas na antiga sede é um dos motivos para a mudança.

O Postinho recebe a etapa brasileira do Mundial desde 2012, mas, segundo a WSL, "desafios em relação às ondas e a qualidade da água nos últimos anos levaram à organização a pensar em alternativas". Saquarema, local escolhido, já recebe disputa do WQS, espécie de "segunda divisão" do circuito.

Em 2016, o Postinho já não foi a principal sede da etapa do Rio, em maio, que mudou para Grumari. As justificativas para a transferência de local na ocasião foram a qualidade das ondas no período e também o fato de uma ressaca ter atingido e afetado a estrutura montada para o evento na Barra.

Os problemas, contudo, já vinham desde antes do início das disputas, já que vários surfistas optaram por não sequer viajar para a competição no Brasil, depois de uma série de reclamações sobre a poluição e o mau cheiro da água em 2015 - alguns competidores, inclusive, chegaram a apresentar mal-estar.

"É com prazer que posso confirmar a mudança do Rio Pro 2017 para Saquarema", disse Kieren Perrow, dirigente da WSL. "Os atletas serão beneficiados com a consistência e o potencial para ondas excelentes na Praia de Itaúna. O Postinho era muito legal, mas não tivemos muita sorte com as ondas lá e a qualidade da água recentemente tem sido um desafio muito grande", seguiu.

O calendário completo do Mundial de surfe de 2017 será divulgado no próximo dia 15 de novembro. Até o dia 29 de outubro, os surfistas disputam a etapa de Portugal, em Peniche.

ESPN