quarta-feira, 5 de outubro de 2016

Possível virada de mesa pode beneficiar equipe na Copa do Nordeste




Por Redação Blog do Esporte


A Copa do Nordeste já criou polêmica antes de começar sua nova edição. Isso porque uma possível “virada de mesa” pode beneficiar o Ceará para participar da edição de 2017. As informações foram publicadas em uma reportagem do portal Terra nessa quarta-feira (5).

De acordo com a reportagem do Terra, o sorteio dos grupos da competição ocorreu nessa terça-feira (4), mas sem a presença do Uniclinic, que foi o segundo melhor colocado do Campeonato Cearense de 2016 e garantiu vaga para a copa. Segundo o clube cearense, a equipe não terá condições financeiras para disputar o Nordestão. 

O que possivelmente beneficiaria o Ceará é que o Guarani de Juazeiro (terceiro colocado) e o Guarany de Sobral (quarto colocado no estadual) também alegaram que não terão condições de bancar o time na competição. Segundo o Terra, isso contraria a lógica, pois na primeira fase cada clube recebe cerca de R$ 400 mil, além de não tem nenhuma despesa com transporte e hospedagem nos deslocamentos a outras cidades.

Essa virada aconteceria, segundo a reportagem, em um esquema da CBF, a Liga do Nordeste e o Esporte Interativo, que é a emissora detentora dos direitos de transmissão da Copa. O EI respondeu a reportagem negando que esteja agitando para a virada de mesa.

“Isso é uma ilação. Claro que uma competição com o Ceará atrai mais público, mas já transmitimos Copa do Nordeste sem Santa Cruz e outros gigantes da região. Não tem cabimento alguém dizer que somos a favor disso”, disse o diretor da emissora, Bernardo Ramalho.

Em nota, a CBF disse que “há um impasse sobre o segundo representante do Ceará”, em relação a desistência do Uniclinic. A chegada do Ceará também contraria a filiação do clube à Primeira Liga, que é um movimento combatido pela CBF desde o começo.

A indicação do Ceará já teria chegado as mãos do presidente da federação estadual, Mauro Carmélio, segundo apurou o Terra.