quarta-feira, 5 de outubro de 2016

Presidente de time espanhol ajuda nos ingressos e até corta grama do campo

(Foto: Reprodução/Twitter)


Se existe um presidente de clube que coloca a mão na massa, o nome dele é Pedro Menéndez. À frente do modesto Lealtad, da terceira divisão espanhola, o ex-jogador não fica apenas no escritório ditando ordens. Quando preciso, ele ajuda em todos os setores, passando da bilheteria à manutenção do gramado. Sim, ele corta a grama.

Como o Lealtad é uma das menores equipes da terceira divisão e tem um dos menores orçamentos, Menéndez faz questão de ajudar no dia a dia. E sua empolgação às vésperas do jogo contra o tradicional Racing Santander foi tanta que ele passou algumas horas aparando a grama do estádio Las Callejas para o visitante ilustre.

"Quando saiu a tabela do campeonato, a primeira coisa que fiz foi procurar a data em que o Racing viria nos visitar", admitiu o dirigente, ansioso para receber cerca de três mil torcedores visitantes, um marco para a cidade de Villaviciosa. O Racing venceu por 1 a 0, mas o fim de semana foi de empolgação para os anfitriões.

Quando necessário, Menéndez também é visto na venda de ingressos na bilheteria. Tamanha dedicação se deve principalmente a dois fatores: sua enorme identificação com o clube e o corte de gastos.

Hoje acumulando oficialmente as funções de presidente e diretor de futebol, ele acumula 26 anos no clube. Foi formado nas categorias de base, se tornou jogador profissional no Lealtad e também já atuou como treinador da equipe. Agora, trabalha durante a semana na prefeitura. Quando está de folga, dedica-se às multitarefas do clube.

Aos 39 anos, Menéndez é presidente do Lealtad desde 2012 e neste ano foi reeleito para continuar no cargo até 2020. Até agora, conseguiu zerar uma dívida de 180 mil euros e teve sucesso esportivo: a equipe subiu para a terceira divisão em 2014 e está em sua terceira temporada sem ser rebaixada. Um feito e tanto para um presidente "mil e uma utilidades".

UOL Esporte