domingo, 23 de outubro de 2016

Trabalhador morre em obras de estádio da Copa de 2022, no Catar

Um homem que trabalhava nas obras do estádio de futebol de Al Wakrah, que deverá partidas da Copa do Mundo de 2022, no Catar, inclusive um confronto pelas quartas de final, morreu em um "acidente de trabalho", segundo informações divulgadas neste domingo pelo comitê organizador.

"Está sendo realizada uma investigação para determinar os fatores que causaram a morte de um de nossos trabalhadores", afirmou em comunicado o Comitê Supremo para a Entrega e o Legado, que afirmou que o homem morreu neste sábado, mas não deu detalhes sobre a vítima, como identidade ou nacionalidade.

É a primeira vez que os organizadores do Mundial de 2022 anunciam a morte de um trabalhador relacionada com as obras para o torneio. No entanto, em fevereiro, eles afirmaram que seis trabalhadores dos estádios haviam sofrido acidentes de trabalho, mas que ninguém havia morrido.

Além disso, em maio, foi anunciada uma investigação relacionada com a morte de um trabalhador de origem indiana no estádio de Al Bayt. Na época, o comitê negou que o caso teria relação com as obras.

A Anistia Internacional alertou em março sobre a exploração laboral dos trabalhadores imigrantes que contribuem com os preparativos para a Copa. Quem também se envolveu com o caso foi a Confederação Holandesa de Sindicatos, que neste mês apresentou um processo contra a Fifa por ser supostamente cúmplice na exploração de um operário de Bangladesh, submetido a "condições laborais desumanas" na construção de estádios no Catar.

UOL Esporte