segunda-feira, 7 de novembro de 2016

Alex pede desculpa a massagista após tapa em garrafa: "Foi um erro absurdo"

(Foto: Reprodução/Premiere)


Alex reconheceu o erro. A atitude intempestiva de dar um tapa em uma garrafa d'água oferecida pelo massagista Banha ao ser substituído na derrota por 1 a 0 para o Palmeiras o fez refletir. E o capitão disse estar envergonhada com a postura perante ao funcionário do Inter.

Irritado, o camisa 12, substituído por Valdívia aos 28 minutos da segunda etapa, caminhava em direção ao banco de reservas. Foi quando Banha se aproximou e o ofereceu a água. Alex bateu no objeto e seguiu o trajeto esbravejando. Já no hotel que serve de quartel-general da delegação em São Paulo, se retratou, em contato com a Rádio Gaúcha: 

- Estou muito envergonhado com a situação. Não vi no momento quem era. O Banha, pelo amor de Deus... Estou morrendo de vergonha. Venho me desculpar com ele e sua família. O admiro muito, respeito. Falei com ele no vestiário. Não justifica nada. Foi um erro absurdo. Mil perdões a ele e sua família. É o que tenho que pedir.

Após o ato do meia, o integrante da comissão técnica ainda pediu calma , mas Alex não aceitou a sugestão. O camisa 12 saiu de campo com uma finalização, duas faltas cometidas, uma recebida, oito passes certos e três errados. Questionado sobre o que o fez tomar tal atitude, justificou ser pelo "calor do jogo".

- Tudo. O rendimento não. Não estava me questionando. É um momento tenso. Todo mundo acredita que possa ficar. Não lembro de ter tomado em minha carreira. Não foi especificamente com ninguém. É o calor do jogo que faz você tomar essas situações. Não quero ser esse tipo de exemplo assim, meus filhos. O Banha só estava me oferecendo uma água. Só tenho que pedir desculpas - reiterou. 

Alex disse não lembrar de ter batido boca com o auxiliar-técnico Beto Ferreira entre o episódio com Banha e se posicionar no banco para acompanhar o final da partida. Apenas reiterou que estava decepcionado com sua postura e prometeu ter uma atitude correta enquanto defender o Inter.

- Conversei com o Banha envergonhado. Pedi desculpas. Peço desculpas ao Inter, ao torcedor. Não é algo normal de verem isso comigo. Procuro manter o equilíbrio. Foi um erro que prometo não fazer nunca mais - prometeu. 

Com a derrota, o Inter voltou ao Z-4. O time está em 17º com 38, já que o Vitória superou o Atlético-PR por 3 a 2 e chegou aos 39 pontos.

Globo Esporte