sábado, 5 de novembro de 2016

Com show de Cueva, São Paulo goleia Corinthians com olé e encerra tabu

(Foto: Mauro Horita/Agif)


Nem parecia que o Corinthians briga por Copa Libertadores e o São Paulo quer se afastar da zona de rebaixamento. Na noite deste sábado (04), no Estádio do Morumbi, os são-paulinos foram amplamente superiores do começo ao fim e venceram por 4 a 0. Cueva, o dono do clássico, abriu o placar e foi seguido por David Neres, Chávez e Luiz Araújo. A vitória inquestionável derruba um tabu incômodo: há 13 anos o Tricolor não batia o maior rival em sua casa pelo Brasileirão.

O resultado a cinco rodadas do fim do Campeonato Brasileiro provoca efeito direto na classificação. Com a vitória, o São Paulo vai a 45 pontos e praticamente afasta qualquer risco de rebaixamento. O Corinthians, com 50 pontos, se vê ainda mais distante do objetivo de Copa Libertadores e pode acabar a rodada na nona posição.

David Neres se apresenta aos clássicos
Na quarta partida pelos profissionais do São Paulo, a primeira contra um dos rivais, Neres levou a torcida à loucura ao marcar o segundo gol sobre o Corinthians. Ele próprio, abraçado no chão pelos companheiros, se emocionou bastante.

O melhor: Cueva
O peruano mostrou que é um dos termômetros da equipe. Comandou as ações no meio-campo, driblou e acertou bons passes em profundidade. Converteu, com cavadinha, o pênalti que abriu o marcador. Na etapa seguinte, mesmo após sofrer falta criminosa de Rodriguinho, acertou assistências precisas para os gols de David Neres, Chávez e Luiz Araújo.

O pior: Marquinhos Gabriel
Primeiro a ser substituído no empate com a Chapecoense, o meia não fez valer o voto de confiança dado por Oswaldo na disputa particular com Marlone. Marquinhos errou praticamente todos os lances, alguns deles de maneira desastrosa. De tão nervoso, chegou a tropeçar em um microfone, que jogou longe para cobrar escanteio.

Cássio tem dia para esquecer na volta à equipe
O goleiro corintiano foi a campo como titular pela primeira vez desde 21 de setembro e não teve a chance de mostrar serviço. Com o São Paulo muito melhor no clássico, a noite de Cássio foi para esquecer. Com o futuro ligado ao clube do Morumbi por meio de especulações, acabou xingado por torcedores tricolores.

Chávez encerra jejum no clássico
O terceiro gol teve um sabor ainda mais especial para o argentino. O camisa 9 vivia um mal momento no clube. Depois de completar dez partidas sem balançar a rede, ele chegou a ouvir a torcida pedir por Luís Fabiano. Mas a história mudou neste sábado, quando fez o terceiro na vitória sobre o Corinthians.

Atuação do São Paulo: tudo funciona bem no clássico
Com liberdade, Cueva assumiu o comando da armação das jogadas do São Paulo. O peruano deixou os companheiros diversas vezes na cara do gol. De quebra, ainda fez o seu em cobrança de pênalti. Xodó da torcida, David Neres também apareceu como boa opção no ataque. Por outro lado, a entrada de Buffarini na lateral direita, no lugar de Wesley, deu mais mobilidade à equipe. Já o sistema defensivo pouco teve de trabalhar.

Atuação do Corinthians: mais uma jornada irreconhecível
O viés de queda corintiano parece claro na reta final. Pior que o resultado, no Morumbi, só o desempenho. Salvo uma bola aérea no início do segundo tempo e uma cabeçada de Romero no fim do primeiro tempo, Denis praticamente não teve trabalho. Defensivamente, o Corinthians foi inconsistente e deu muito espaço entre as linhas. Fisicamente, esteve sempre atrás do São Paulo. Além disso, teve momentos de violência contra os rivais.

Ricardo Gomes ganha o primeiro clássico
O treinador pode, finalmente, respirar aliviado. Contratado em agosto, ele conquistou a sua primeira vitória em clássico nesta passagem pelo São Paulo (havia perdido para Palmeiras e Santos). Com o resultado positivo deste sábado, ele viu o time se afastar da zona do rebaixamento. No total, o treinador tem seis vitórias, quatro empates e seis derrotas à frente do time.

Oswaldo de Oliveira sofre primeiros questionamentos
A apatia do Corinthians no Morumbi faz o treinador recentemente contratado ouvir suas primeiras críticas. No clássico, ele optou por um estilo de jogo mais direto, com Willians como volante, mas abusou das bolas esticadas na etapa inicial. Já após o intervalo, modificou todo o desenho tático para o 4-2-3-1 e mudou as posições de Giovanni Augusto, Guilherme e Romero, mas o time piorou defensivamente.

Cai o incômodo tabu de treze anos
Fazia tempo que o Tricolor não vencia o maior rival na própria casa em jogos do Brasileirão. A última vitória sobre o Corinthians no Morumbi tinha sido em 12 de outubro de 2003, por 3 a 0, com gols de Diego Tardelli, Carlos Alberto e Fábio Simplício. Desde então o tabu chegou aos 13 anos e 11 partidas, mas caiu neste sábado com goleada irrepreensível.

Sinalizadores atrapalham clássico
A torcida do São Paulo não respeitou pedidos dos jogadores, do serviço de som e dos telões do Morumbi. Sinalizadores foram acesos diversas vezes e fizeram com que a arbitragem paralisasse a partida quatro vezes. Caso o árbitro Cláudio Francisco Lima e Silva, o São Paulo poderá ser punido.

Ficha Técnica
São Paulo 4 x 0 Corinthians
Data: 05/11/2016
Local: Estádio Cícero Pompeu de Toledo (Morumbi), São Paulo-SP
Hora: 19h30 (de Brasília)
Público: 53.781
Renda: R$ 723.844,00
Árbitro: Claudio Francisco Lima e Silva (SE)
Assistentes: Guilherme Dias Camilo (MG) e Nadine Schramm Camara Bastos (SC)
Cartões Amarelos: João Schmidt, Wesley e Luiz Araújo (São Paulo); Vilson, Romero, Rodriguinho e Balbuena (Corinthians)
Cartão Vermelho: não houve

Gols: Cueva aos 14 minutos do primeiro tempo. David Neres aos 16', Chávez aos 22', e Luiz Araújo aos 47 minutos do segundo tempo.

São Paulo: Dênis; Buffarini, Maicon, Rodrigo Caio e Mena; João Schmidt, Thiago Mendes, David Neres, Cueva e Kelvin (Luiz Araújo); Chávez (Pedro). Treinador: Ricardo Gomes.

Corinthians: Cássio, Fagner, Vilson, Balbuena e Uendel (Guilherme Arana); Willians, Rodriguinho, Giovanni Augusto, Marquinhos Gabriel (Rildo) e Romero; Guilherme (Camacho). Treinador: Oswaldo de Oliveira.

UOL Esporte