domingo, 6 de novembro de 2016

Fluminense demite técnico Levir Culpi após derrota para o Cruzeiro

Levir Culpi não é mais técnico do Fluminense. Após a derrota por 4 a 2 para o Cruzeiro, neste domingo (6), no Mineirão, o presidente Peter Siemsen comunicou o desligamento do comandante. A expectativa é a de dar um novo fôlego ao Tricolor nas últimas quatro rodadas do Campeonato Brasileiro. Com 48 pontos, os cariocas ainda sonham com uma vaga na Copa Libertadores de 2017.

"Apesar de tudo, os resultados têm nos favorecido. As chances de Libertadores existem. O Fluminense precisa mexer e dar uma chacoalhada. Chegou a hora de fazer uma mudança. Anuncio a saída do Levir e da comissão técnica. A partir de terça-feira (8), o Marcão assume o time", afirmou o mandatário.

"Vamos trabalhar esses dias para preparar o psicológico e estudar bastante a forma de jogo para tentar a vaga na Libertadores", completou.

Questionado sobre como a decisão foi tomada, Peter Siemsen assumiu a responsabilidade e depositou esperança no ex-volante Marcão, ídolo da torcida tricolor.

"Foi um pedido do presidente apenas. Fiz isso com muita dor. Tem horas que não tem jeito. O futebol funciona assim. Temos que dar chance para uma mudança caseira. O Marcão é um ídolo e um cara apaixonado pelo Fluminense. Tivemos bons momentos na temporada e precisamos retomar isso", encerrou.

Levir Culpi comandou o Fluminense em 52 jogos. O técnico obteve 22 vitórias, empatou 15 vezes e foi derrotado em outras 15 oportunidades. Levir deixa as Laranjeiras com 51,9% de aproveitamento, além do título da Primeira Liga.

UOL Esporte