quarta-feira, 23 de novembro de 2016

Ronaldo tentou negociar contratos da CBF enquanto diretor do COL

O ex-atacante Ronaldo tentou negociar contratos de patrocínio e de compra da sede da CBF enquanto era diretor do COL (Comitê Organizador Local). É o que revelam e.mails entre o ex-jogador e o presidente da CBF, Marco Polo Del Nero, contidos no relatório paralelo da CPI do Futebol.

O ex-jogador da seleção assumiu um cargo no conselho do COL em novembro de 2011. Alegou que iria continuar seus negócios de intermediação na agência 9ine, mas que não usaria sua posição para fazer negócios relacionados ao COL. O comitê tinha como sócia a CBF.

E uma série de e.mails de 2012 mostra que ele tentou levar negócios para a CBF. Esses e.mails foram obtidos na Operação Durkhein, da Polícia Federal, na qual foi quebrado o sigilo eletrônico de Del Nero. A confederação era sócia do COL, do qual Ronaldo fazia parte.

Em 5 de junho de 2012, Ronaldo escreveu a Del Nero: ''presidente, Tudo bem? estou sempre em sao paulo a disposicao de voces a quaquer coisa. nao faco mais contato para nao incomoda los. apareceu um negocio que acho que pode interessar como nova sede da cbf. ele esta em anexo.

Outra coisa a sony voltou a nos contactar reafirmando o interesse do patrocínio cbf. vocês fecharam alguma marca nesse setor? posso avançar com eles? qual seria o valor pra fechar o negocio? um abraco e de um abraco ao presidente Marin.''

No mesmo dia, Del Nero responde: ''Caro Ronaldo. Vou transmitir seu email ao Marin. Sua manifestação é sempre bem recebida. Sobre o anexo, ele não veio, peco reproduzi-lo. Abraço. Marco Polo''.

Mais uma vez, Ronaldo insiste para obter uma resposta sobre um possível contrato com a Sonny: ''ok. vou anexar. me posiciona com sony também … abraço''

Ainda em 5 de junho, Del Nero dá a entender que dificilmente fará negócios com Ronaldo seja em relação à sede da CBF, seja em relação ao patrocínio de empresa de eletrônicos:

''Caro Ronaldo trata-se exatamente do mesmo imóvel que a Comissao de Compras da CBF esta procurando comprar. Inclusive ha carta de intençao de compra junto ao corretor. Agora entrou um outro imovel que a Comissao vai olhar e também eu. Para comparar preços e etc.

Sobre o caso da Sony ainda estamos negociando com outra empresa com valor bem superior ao proposto por vc. Mas as negociações ainda não terminaram. Daremos notícias. Abraços Marco Polo.''

A CBF acabou fechando contrato com a Samsung. A sede da CBF foi construída no mesmo terreno que era indicado pelo ex-jogador, mas a confederação já negociava sua compra.

Ronaldo indicara a empresa Razão Engenharia, que tinha como um dos sócios Laerte Lannes Bondin, que tinha ligações societárias com um dos donos da D'Araujo, empresa que participou da intermediação da compra da sede da CBF. Mas não se tem informação de que ele, de fato, participou da compra da sede.

UOL Esporte