sexta-feira, 30 de dezembro de 2016

Andy Murray perde para Goffin e fica fora da final de torneio em Abu Dhabi

(Foto: Reprodução/Twitter)


No apagar das luzes de um ano de ouro em que obteve o bicampeonato olímpico na Rio 2016 e alcançou na reta final o posto de número 1 no ranking mundial, o britânico Andy Murray desta vez experimentou o sabor da derrota. O tenista, que recentemente havia reclamado de cansaço, foi derrotado nesta sexta-feira pelo belga David Goffin por dois sets a zero (7/6 e 6/4) na semifinal do torneio amistoso Mubadala, em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes.


Com o resultado, Goffin garantiu vaga na final do torneio contra o vencedor de Rafael Nadal x Milos Raonic, partida que está em andamento.

Ao longo do ano, Andy Murray obteve nove títulos, com 78 vitórias e apenas 10 derrotas no currículo (incluindo a desta sexta-feira). O último revés do britânico havia sido em 16 de setembro, quando foi derrotado pelo argentino Juan Martín Del Potro, na semifinal da Copa Davis.

No Brasil, Murray fez uma Olimpíada impecável e se tornou o único tenista bicampeão olímpico em simples na história. A temporada que lhe deu o topo do ranking havia fechado em torneios oficiais com a vitória no ATP Finals, sobre Novak Djokovic.

O britânico número um do mundo fecha um ano de ouro para sua carreira com uma derrota mas não deixa de iniciar 2017  motivado para manter o topo na disputa do primeiro Grande Slam da temporada, o Aberto da Austrália, torneio no qual tem obsessão - ele foi vice cinco vezes.

Globo Esporte