domingo, 18 de dezembro de 2016

Comissária agradece à Colômbia ao deixar hospital: "Sempre no coração"

(Foto: Reprodução Site "Lamia")


Última sobrevivente do acidente com o avião que levava a delegação da Chapecoense a ter alta médica, a comissária boliviana Ximena Suárez, ao deixar o hospital em Medellín, neste domingo, agradeceu aos colombianos pelo tratamento que recebeu e afirmou que nunca vai esquecer o apoio que recebeu no país, ganhando "uma nova oportunidade de vida".


- Gostaria de agradecer primeiramente a Deus por esta nova oportunidade de vida. A todos que estiveram presentes no meu resgate (...). De todo o coração, muito obrigado. E agora vou feliz para o meu país, mas as pessoas da Colômbia sempre estarão em meu coração - afirmou em vídeo divulgado pela clínica em que esteve internada desde o dia 29, data do acidente.

A boliviana recebeu alta da clínica Somer na última sexta-feira, mas permaneceu na unidade por "dificuldades logísticas quanto ao translado" para o país natal, segundo comunicado divulgada pela unidade hospitalar de Medellín. O voo de retorno para a Bolívia estava marcado para este domingo.

O também boliviano Erwin Tumiri, tripulante do avião da companhia LaMia, foi o primeiro a deixar o hospital, no dia 2, três dias após a queda da aeronave.

Os quatro brasileiros que sobreviveram ao acidente (os jogadores Alan Ruschel, Jackson Follmann e Neto, e o jornalista Rafael Henzel) deixaram a Colômbia durante esta semana. Ruschel é o único que já recebeu alta hospitalar, nesta sexta-feira. Henzel deverá receber alta nesta segunda-feira.

Globo Esporte