terça-feira, 20 de dezembro de 2016

Felipe Massa desiste da aposentadoria e retorna à Fórmula 1, diz TV italiana

(Foto: Reprodução)


Durou muito pouco a aposentadoria de Felipe Massa da Fórmula 1. Segundo informações da sucursal italiana da rede de TV "Sky", o brasileiro acertou seu retorno à categoria nesta terça-feira (20) e será novamente piloto da Williams, equipe britânica que defendeu até novembro deste ano, quando saiu na condição de aposentado.


O retorno de Felipe Massa é mais uma das surpresas recentes do automobilismo. Há alguns dias, logo após conquistar seu primeiro título mundial na F1 pela Mercedes, o alemão Nico Rosberg anunciou sua aposentadoria das pistas e este seria o principal motivo do retorno do brasileiro.

O anúncio oficial da volta de Massa deve ser feito nas próximas horas. Ele chega para ocupar o lugar do finlandês Valtteri Bottas, que deve deixar a Williams e é o mais cotado a ser o companheiro de Lewis Hamilton na Mercedes em 2017. Caso Bottas não substituia Rosberg, o contrato de Massa será automaticamente cancelado, já que essa seria uma das cláusulas exigidas por Felipe em seu novo acordo.

Carreira

Aos 35 anos, Massa começou a carreira automobilística no kart. Passou pela Fórmula Chevrolet, Fórmula Renault, Fórmula 3 e Fórmula 3000 antes de chegar, finalmente, à Fórmula 1, em 2002. Ficou por três anos na equipe Sauber e, a partir de 2006, tornou-se piloto da Ferrari. A primeira vitória foi já no ano da estreia, na Turquia.

O auge de sua carreira se deu em 2008, quando brigou pelo campeonato até o fim com o britânico Lewis Hamilton e perdeu na última volta do Grande Prêmio do Brasil. Permaneceu na equipe italiana até 2013, quando foi contratado pela Williams e lá pilotou nas últimas três temporadas. Ao todo, em 14 temporadas, foram 250 corridas, com 41 pódios, 16 pole positions, 15 melhores voltas e 11 vitórias.

O retorno de Felipe Massa, se confirmado, será um dos mais surpresos da história e os valores do novo contrato giram em torno de R$ 21 milhões.

Portal IG