terça-feira, 20 de dezembro de 2016

Leila Pereira usa lobby da Crefisa para ganhar força política no Palmeiras

(Foto: Reprodução/Twitter)


Depois do aporte financeiro, a busca por força nos bastidores. Dona da Crefisa, principal patrocinadora do Palmeiras, Leila Pereira agora tem outro objetivo dentro do clube de Palestra Itália. Com o prestígio adquirido nos últimos meses em virtude do suporte ao time de futebol, a proprietária do grupo Crefisa/FAM agora age para ganhar força política para os próximos anos.


Leila Pereira é candidata a uma cadeira no Conselho Deliberativo do Palmeiras, em pleito a ser realizado no próximo mês de fevereiro. Sob a bênção de Mustafá Contursi, ex-presidente palmeirense, a dona da patrocinadora angaria votos e força para, futuramente, vislumbrar a presidência.

A campanha encontrou um obstáculo na última semana. No último ato na presidência, Paulo Nobre publicou uma resolução que veta a candidatura de Leila Pereira para o Conselho Deliberativo. Mustafá Contursi defende a dona da Crefisa.

Em entrevista ao Blog do PVC na semana passada, negou qualquer irregularidade quanto à inscrição de Leila para a eleição no Conselho, ainda não realizada – é preciso ter mais de oito anos como sócio atuante para concorrer.

"A pergunta é se estão duvidando dela ou de mim. Porque eu assinei a entrada dela no clube muito tempo atrás", disse Mustafá.

Para viabilizar os votos necessários, a dona da Crefisa se encontra em período de campanha, promovendo até jantares com eleitores dentro do clube. Conselheiros já enxergam Leila como um nome importante para as próximas diretorias, e a principal organizada também mostrou apoio.

Os atos se expandiram nas últimas semanas. Virtualmente, Leila Pereira enviou um teaser de campanha por meio de um aplicativo de celular. Além de uma imagem com a camisa do Palmeiras, a dona da Crefisa promoveu até um lema de campanha: 'Para um Palmeiras forte'.

Internamente, conselheiros enxergam com bons olhos o avanço político de Leila Pereira. Um maior envolvimento, na visão de alguns membros, significaria um aporte ainda maior para a equipe manter-se no topo do futebol nacional pelos próximos anos.

O patrocínio recorde e até a ajuda na busca por reforços – Lucas Barrios, por exemplo, tem os vencimentos diretamente pagos pela Crefisa – geram interesse por parte dos grupos políticos do clube. Na visão de alguns, quem apoia o Palmeiras desta forma precisa 'ser bem tratado'.

UOL Esporte