terça-feira, 20 de dezembro de 2016

Rafael Henzel espera punição aos responsáveis pelo acidente em Medellín

Reprodução
Antes de deixar hospital, Rafael recebeu a visita de dona Ilaídes Padilha, mãe do goleiro Danilo (Foto: Reprodução)

Por Redação Blog do Esporte


O jornalista Rafael Henzel, um dos sobreviventes do acidente aéreo com o avião que transportava a delegação da Chapecoense para Medellín, na Colômbia, espera que a Justiça consiga punir os responsáveis pela morte de 71 pessoas, dentre elas jogadores, dirigentes, jornalistas e tripulação.


Um dos quatro brasileiros sobreviventes ao acidente aéreo concedeu uma entrevista para o SporTV na manhã desta terça-feira (20), poucas horas depois de receber alta do hospital em Chapecó.

"Aguardo ansioso para que a Justiça brasileira, o Ministério Público não deixe passar. Precisamos tomar providências. Não podemos ter um desastre aéreo assim. Que a justiça consiga punir os responsáveis", disse.

O profissional também disse que a vinda para o Brasil revigorou o ambiente, mas não descarta o bom atendimento e acolhimento que teve na Colômbia. 

"Depois de uma coisa como esta, você começa a dar valor às mínimas coisas, como se deslocar, ir ao banheiro, sentar, mexer os pés, as mãos, poder abraçar pessoas que você gosta".

Henzel também afirmou que espera voltar a narração em janeiro e também participar do primeiro jogo da Chapecoense em 2017. 

Neste momento, o goleiro Follmann e o zagueiro Neto continuam internados no hospital em Chapecó, mas ainda não foi informado quando eles devem ter alta. O goleiro ainda deve passar por um procedimento cirúrgico em Santa Catarina antes de retornar para casa.