segunda-feira, 9 de janeiro de 2017

Após prêmio, CR7 cita Messi e diz: Troféu mostra que pessoas não são cegas

(Foto: Reprodução)


No discurso após conquistar o prêmio de melhor jogador da Fifa, Cristiano Ronaldo deixou a modéstia de lado. O português disse não ter dúvidas de que merecia vencer o prêmio e viu o troféu como uma prova "de que as pessoas não são cegas".


"O ano de 2016 foi o melhor ano de minha carreira. Tinham muitas dúvidas, mas o troféu mostrou que as pessoas não são cegas, veem jogos, competições", afirmou.

"Depois do que eu ganhei (na temporada), não tinha dúvida que merecia ganhar, como ganhei esse troféu. Um ano magnífico pessoalmente e coletivamente. Agradecer a quem votou em mim", continuou o português.

Na temporada 2015/16, Cristiano Ronaldo conquistou a Liga dos Campeões e o Mundial de Clubes, pelo Real Madrid, e a Eurocopa, pela seleção de Portugal.

Para conquistar o prêmio, Ronaldo desbancou Messi e Antoine Griezmann. O argentino, inclusive, não compareceu à premiação, assim como os demais jogadores do Barcelona. A justificativa foi a partida pela Copa do Rei, na quarta-feira.

 "Não tenho mais nada a dizer, os prêmios falam por si mesmo. Gostaria que o Messi e os jogadores do Barcelona estivessem aqui, mas têm um jogo da Copa do Rei, entendemos perfeitamente bem", completou Ronaldo.

UOL Esporte