quinta-feira, 12 de janeiro de 2017

Vice do Flamengo critica postura do Sportv ao condenar palavrão na Copinha

(Foto: Reprodução)

Da Redação Blog do Esporte


O vice-presidente de comunicação do Flamengo Antonio Tablet criticou a postura de alguns jornalistas do canal SporTV, em entrevista a ESPN Brasil, ao criticarem um jogador da base da Ponte Preta ao comemorar o gol com um palavrão.


Criador do canal no Youtube Porta dos Fundos e do site Kibe Loco, Tabet comentava sobre a postura descontraída do Flamengo nas redes sociais para os jornalistas da ESPN Brasil, quando reclamou sobre o meio do futebol ser muito hipócrita e politicamente correto, aproveitando para fazer uma queixa a postura da emissora da Globosat.

''Com meu trabalho no Porta dos Fundos, a gente tentou durante muito tempo combater a hipocrisia, e ainda tem um pouco disso, de hipocrisia, no futebol. Ontem mesmo tava criticando que no concorrente de vocês, no Sportv, ficaram criticando um atacante da Ponte Preta [na Copa São Paulo] porque ele comemorou um gol gritando palavrão”, reclamou Tabet.

A indignação de Tabet também pode ser conferida em seu perfil no Twitter. “Falaram que isso era um mau exemplo: 'Que mal exemplo esse menino falando palavrão'. Queriam que comemorasse um gol fazendo o quê, falando 'macacos me mordam, que belo gol, pelas barbas do profeta, que gol maravilhoso, obrigado senhor'?'', indignou-se.

(Foto: Reprodução/Twitter)

Por outro lado, Tabet diz ver de forma diferente a comunicação dos clubes nas redes sociais e cobrou postura.

“Pra mim é completamente diferente. No perfil do clube, do Flamengo, tem que lembrar que está falando pela instituição, tem uma bandeira, um símbolo, um poder muito maior. Quando você fala pelo Flamengo, você tem que se dar ao respeito e precisa, sim, responder, quando necessário”, disse.

Por fim, Tabet conclui que as brincadeiras são válidas, mas muitos acabam interpretando de uma maneira errada.

“O Flamengo brinca nas redes sociais? Brinca, mas nunca canta vitória. Responde quando precisa ser respondido, com firmeza e bom humor. Agora, em relação às contas de dirigentes, eu tenho outra opinião. São indivíduos e sou defensor ferrenho da liberdade dos indivíduos e acho que cada um tem o direito de falar o que quiser”.

''No meu caso, às vezes falo uma coisa e interpretam errado. Fiz um comentário falando que 'às vezes a pessoa diz que te ama e cobra por isso' e fizeram uma ligação direta a uma negociação do Felipe Melo indo para o Palmeiras, e não tem nada a ver. Mesma coisa em relação ao Paulo Nobre”, concluiu.