domingo, 5 de fevereiro de 2017

Após dois gols, Jesus vibra com bom começo: "Achei que seria mais difícil"

(Foto: Reuters)


O início da trajetória de Gabriel Jesus no Manchester City vem impressionando a torcida da equipe e o técnico Pep Guardiola, que o escalou como titular pelo terceiro jogo seguido neste domingo, diante do Swansea. E valeu a pena: o brasileiro marcou dois gols - um deles nos acréscimos - e garantiu a vitória por 2 a 1. Após a grande atuação, que lhe rendeu o prêmio de melhor da partida, Jesus comentou seu bom começo e não escondeu a felicidade pelo momento.


- Fico contente. É o trabalho de todos que fazem parte da minha vida. Minha família, meus amigos que estão comigo no dia a dia, meu representante. Fico contente de ter pessoas do bem do meu lado para me ajudar. E também a parcela de todos os jogadores do City, que me deram uma bela recepção, a comissão, a torcida também. Isso vem me ajudando muito, achei que seria mais difícil pela questão do clima. Fico muito contente - disse, em entrevista à "ESPN Brasil".

Após balançar as redes duas vezes diante do Swansea, Gabriel Jesus chegou a três gols e duas assistências em quatro jogos com a camisa dos Citizens. A atuação neste domingo mostrou que o brasileiro está bem integrado ao esquema de Pep Guardiola, trabalhando ao lado dos companheiros de ataque Sané e De Bruyne. O jovem comemorou conseguir estar à vontade tão cedo no time inglês.

- Tem que ser assim, não posso ser tímido de jogar meu futebol. Assim não vou conseguir jogar e fazer o que amo. A partir do momento que entro em campo para treinar e jogar, concentro e fico à vontade. Não vou negar: é difícil. Os companheiros me deixam tranquilo. Às vezes tento a jogada e não consigo, mas logo me recupero, dou a vida para recuperar a bola. São jogadores de qualidade, aí fica fácil.

Questionado sobre aspectos que ainda pretende aperfeiçoar em sua trajetória no futebol europeu, o brasileiro exaltou o foco que está conseguindo manter em Manchester.

- Nunca a gente vai estar perfeito, não só eu como todos os jogadores. A gente tem que buscar a perfeição, sabendo que ela não vai vir. Tenho muitas coisas para melhorar, muitas. Gosto de trabalhar e ver o que está me prejudicando, e isso me ajuda bastante. Fico contente de estar realizando o sonho de vestir essa camisa do City, estar na Europa. Vim com o pensamento de jogar bola, a cidade é muito diferente de São Paulo. Vim focar na minha carreira, com os companheiros é mais fácil  - concluiu.

Globo Esporte