quinta-feira, 23 de fevereiro de 2017

Árbitro não cita erro na súmula do Dérbi e relata xingamento de corintianos

(Foto: Rubens Cavallari/Folhapress)


O árbitro Thiago Duarte Peixoto não citou na súmula da partida Corinthians e Palmeiras o erro cometido no fim do primeiro tempo, quando expulsou o volante Gabriel sem o jogador ter feito a falta.


Thiago, em contrapartida, relatou xingamentos de dirigentes do Corinthians e de torcedores alvinegros no intervalo e ao fim do jogo disputado em Itaquera.

"Houve no intervalo e término da partida, na área designada como mista, agressões verbais: "Filho da p..., ladrão, safado", por parte de torcedores e dirigentes do Sport Club Corinthians Paulista, não sendo possível identificá-los", escreveu.

O árbitro mencionou o nome de Gabriel e explicou em seguida o que fez no momento que Keno sofreu a falta de Maycon: "Expulso após ter sido advertido anteriormente com cartão amarelo por segurar seu adversário número 27, impedindo um ataque promissor na disputa da bola."

Duas horas depois do duelo vencido por 1 a 0 pelo Corinthians, Thiago assumiu o erro cometido e, com lágrimas nos olhos e visivelmente emocionado, pediu um segunda chance após cometer um equívoco.

"Realmente houve um equívoco da arbitragem em um lance pontual feito por mim. No lance de contra-ataque, onde o jogador vai no contra-ataque, as diretrizes são de que se impede um lance promissor tem que aplicar amarelo e foi o que eu fiz, porém ao jogador errado", disse Thiago.

"Escolhi ser árbitro. Escolhi isso para a minha vida e se não estiver preparado para erros e acertos...se a comissão confiou em mim é porque eu merecia e espero continuar a carreira", frisou.

UOL Esporte