terça-feira, 21 de fevereiro de 2017

Corinthians e Palmeiras se unem para celebrar 100 anos do 'maior clássico do mundo'

(Foto: Reprodução)

Protagonistas de grandes encontros desde 1917, Palmeiras e Corinthians celebram 100 anos do dérbi nesta temporada com iniciativas em conjunto e ações que prometem eternizar este momento tão especial para os dois clubes.

O pontapé inicial das comemorações, que acontecerão ao longo de 2017, será dado no clássico desta quarta-feira, às 21h45 (de Brasília), na Arena Corinthians, em confronto válido pelo Campeonato Paulista.


O dérbi centenário será festejado com uma parceria entre os rivais, que prevê, além da criação de um logo especial, diversas ativações durante a temporada, como vídeos especiais, patch nas camisas, ações com os mascotes oficiais e também leilões de camisas de jogo, além da doação de cestas básicas para instituições beneficentes e outras iniciativas de responsabilidade social. 

Com a mensagem "O Maior Clássico do Mundo", as equipes deixam evidente a importância deste duelo, que começou no dia 06 de maio de 1917 com vitória alviverde por 3 a 0 - o Corinthians, por sua vez, mantinha uma invencibilidade de três anos até este primeiro encontro com o Palmeiras (então Palestra Itália).

Antes rodeado por questões de classe social, interesses financeiros, afirmação de identidades, racismos e preconceitos, o futebol nacional começou a ter uma nova cara com a chegada de Palmeiras e Corinthians na década de 10.

Para Mauro, Corinthians x Palmeiras de quarta 'não pode determinar o que vai acontecer no futuro'
Os dois clubes caminharam paralelamente no início de suas trajetórias no esporte, já que ambos os times eram os únicos de São Paulo formados por trabalhadores, em direção contrária aos que faziam parte da elite paulistana, representada por ingleses (Mackenzie), escoceses (Scottish Wanderers), alemães (Germânia) e pela aristocracia da cidade (como Paulistano e São Bento). 

A influência e a força dos dois clubes no Brasil colaboraram com o início da democratização e da popularização da categoria, já que ambas as equipes foram as primeiras a levar multidões aos estádios, e foram fundamentais para o profissionalismo no futebol em 1933.

Momentos históricos

A rivalidade entre Corinthians e Palmeiras possui capítulos importantes que até hoje são recordados pelos torcedores mais fanáticos das duas agremiações.

A maior goleada da história do dérbi está na conta do Palmeiras, que aplicou 8 a 0 sobre o rival ainda em 1933. Três anos depois, pelo Paulista, aconteceu a primeira decisão de título entre as equipes, e novamente as cores verde e branca prevaleceram. Em 1940, os rivais decidiram o Torneio Cidade de São Paulo, competição organizada para inaugurar o estádio do Pacaembu. Vitória alviverde por 2 a 1 na decisão e título para o Palestra Itália.

Em 1953, porém, o Alvinegro sairia vencedor do jogo que até hoje representa o duelo com maior número de gols: 6 a 4 para o Corinthians, pelo Paulistão. No ano seguinte, os clubes voltaram a ser protagonistas no Campeonato Paulista, e um empate na fase final deu o troféu ao Corinthians.

Kazim compara Corinthians e Palmeiras com clássico turco e diz: 'É mais pressão aqui'
20 anos depois, o Palmeiras deu o troco e levou a taça do Estadual de 1974. Já em 1982, a goleada do time de Parque São Jorge por 5 a 1, também pelo Paulista, decretou mais um fato marcante para a história do clássico.

A década de 90 chegou para colocar ingredientes ainda mais interessantes para esta grande rivalidade.

Em 1993, depois de ficar 16 temporadas sem levantar um caneco, o Alviverde encerrou o maior jejum de sua história ao superar o Corinthians na final do Campeonato Paulista e conquistou o troféu da competição.

No ano seguinte, o Brasil acompanhou atentamente o derby para ver quem se sagraria campeão do Brasileirão de 1994. Novamente Palmeiras e Corinthians em uma decisão, e os palestrinos levaram a melhor.

Em 1995, o Alvinegro voltou a superar o adversário em uma disputa de título do Campeonato Paulista.

Em 1999, a equipe preta e branca acabaria sendo eliminada pelo Palmeiras nas quartas de final da Copa Libertadores, edição vencida pelo time de Palestra Itália. Não demoraria, porém, para o Corinthians devolver a eliminação. Após as polêmicas embaixadinhas de Edílson, o Alvinegro foi campeão paulista de 1999 em cima do Palmeiras.

Os anos 2000 e as novas arenas

Já em 2000, a inesquecível defesa de Marcos contra Marcelinho Carioca, na decisão por pênaltis pela semifinal da Copa Libertadores, também se tornou indispensável nas histórias sobre o clássico.

Em 8 de março de 2009, um dos grandes nomes do futebol mundial, Ronaldo Fenômeno, fez o seu primeiro gol com a camisa do Corinthians justamente diante do Palmeiras, em confronto válido pelo Estadual e disputado na cidade de Presidente Prudente, no interior de São Paulo. O episódio ficou marcado como "Gol do Alambrado", já que a estrutura que separava a torcida do campo despencou durante a comemoração do tento alvinegro.

Mais recentemente, os dois clubes inauguraram duas das mais modernas arenas da América, que também não devem nada aos estádios encontrados na Europa. O Allianz Parque e a Arena Corinthians, em quase três anos, já presenciaram grandes momentos entre as duas equipes.

Em fevereiro de 2015, o primeiro dérbi na nova casa palestrina teve o Alvinegro como vencedor. Mesmo com um jogador a menos, os corinthianos conseguiram a histórica vitória por 1 a 0 diante do principal rival, em confronto válido pelo Paulistão.

Três meses depois, porém, o time palmeirense devolveu o revés em grande estilo. Ainda pela mesma edição do Estadual, em 2015, o Alviverde tirou o Corinthians da competição em pleno território adversário após uma disputa de penalidades máximas emocionante.

O encontro valia uma vaga da decisão e teve como grande protagonista Fernando Prass, que defendeu dois pênaltis e saiu como herói do clássico.

ESPN