quarta-feira, 15 de fevereiro de 2017

'Cortes antiéticos' são proibidos em lista divulgada nos Emirados Árabes

Asamoah Gyan (Foto: AFP)

Por Redação Blog do Esporte


A Federação de Futebol dos Emirados Árabes Unidos (UAEFA) divulgou nesta semana uma lista de diretrizes que enquadra 46 jogadores que atuam no futebol local por utilizarem um "corte de cabelo antiético". Dentre essas normas, estão proibidos os cortes moicanos e até mesmo alguns tingidos.


Um desses atletas que se enquadra nestas proibições é o ganês Asamoah Gyan, que disputou as Copas do Mundo de 2006, 2010 e 2014. O brasileiro Leonardo, que trocou o Jeonbuk, da Coreia do Sul, pelo Al-Jazira, também é um dos jogadores "visados" pela Federação.

Agora a entidade irá enviar uma cara de alerta aos clubes dos 46 jogadores. Caso não haja uma mudança, as punições vão de multa até suspensão. A preocupação é que as crianças possam copiar os estilos dos ídolos, e quem definirá se o corte é apropriado ou não será o juiz de cada partida.