quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017

Ex-Grêmio é expulso em 2 minutos, Daniel Alves marca e Juventus vence Porto

(Foto: Paulo Duarte/AP)


A Juventus arrancou bom resultado contra o Porto nesta quarta-feira (22), em Portugal, e abriu vantagem na disputa de oitavas de final da Liga dos Campeões. O time italiano emplacou 2 a 0, com dois gols no segundo tempo, marcados pelo croata Pjaca e pelo brasileiro Daniel Alves.


Alex Telles, um dos brasileiro do Porto, foi o "vilão" da partida, ao menos para os anfitriões: o lateral recebeu dois amarelos em dois minutos e foi expulso ainda no tempo inicial, aos 25 minutos. Os mandantes seguraram bem a barra com um a menos, mas a Juve fez valer seu maior volume ofensivo. 

A partida de volta está marcada para o dia 14 de março, no Juventus Stadium, e a equipe alvinegra de Turim levará para casa vantagem considerável na bagagem: poderá até perder por um gol de diferença. Um 2 a 0 para os portugueses é a única maneira de o confronto ser decidido nos pênaltis. 

O pior: Alex Telles tem dois minutos de bobeira e é expulso

Lateral esquerdo brasileiro do Porto, Alex Telles perdeu a cabeça dos 23 aos 25 minutos do primeiro tempo e foi expulso já no começo da partida. Primeiro chegou duro no colombiano Cuadrado, no meio de campo, e recebeu o primeiro cartão amarelo. Na sequência, com carrinho atrasado, ergueu o suíço Liechtsteiner do gramado. O juiz não pensou duas vezes: novo amarelo e, na sequência, vermelho. Telles nem reclamou – e não havia como contestar a decisão. Sobrou para o atacante André Silva, substituído no minuto seguinte pelo lateral Layún para que os mandantes pudessem recompor o setor defensivo.

O melhor: Técnico da Juve mostra "mão quente" e decide

Massimiliano Allegri mostrou que tem estrela no segundo tempo da partida, ao promover as entradas do croata Pjaca e do brasileiro Daniel Alves - os dois marcaram os gols da partida Pjaca substituiu Cuadrado aos 21 minutos e, aos 26, abriu o placar ao aproveitar pixotada do zagueiro adversário na área e colocar a bola na rede com chute firme, de pé direito, sem chance para Casillas. Dani Alves foi a campo aos 28, no lugar de Lichtsteiner, e ampliou a vantagem aos 29, no seu primeiro toque na redonda, depois de receber cruzamento do lado esquerdo de Alex Sandro e estufar o barbante. "Mão quente" do comandante italiano. 

Juve fez 2, mas teve dificuldade contra para furar retranca

A Juventus, apesar de ter tido 69% da posse de bola na partida, conseguiu poucas vezes furar a retranca do Porto. Além dos gols, teve só mais uma chance só de dentro da área, em chute torto de Higuaín que desviou no zagueiro brasileiro Felipe, do Porto, e levou perigo a Casillas – o goleiro se esticou, mostrou reflexo e defendeu no canto direito e baixo da meta. As melhores chances foram as com finalização dos italianos de longe, com destaque para bomba de Paulo Dybala, aos 44 minutos do primeiro tempo, que explodiu na trave esquerda.

Não valeu! Dybala "rouba" gol de Mandzukic

Quando o placar ainda apontava 0 a 0 e a Juve tinha poucas chances de gol contra a retranca do Porto, Pjanic, aos 2 minutos do segundo tempo, alçou bola na área e encontrou Dybala e Mandzukic livres. O primeiro tomou a iniciativa e sentou o pé na redonda para estufar as redes. Ele, no entanto, estava impedido. O croata, por outra, estava em posição regular.  

Dito e feito: Bonucci assiste ao jogo das tribunas

Um dos pilares da Juventus, o zagueiro Bonucci bateu boca com o técnico Massimiliano Allegri depois da partida do time no final de semana, contra o Palermo, pelo Campeonato Italiano. O comandante reagiu e o puniu rápido: desde então, anunciou que o defensor acompanharia o jogo contra o Porto das tribunas do estádio rival, a despeito da importância do atleta e do torneio em disputa. Dito e feito: olha só a carinha do jogador fora de campo. 

UOL Esporte