segunda-feira, 6 de fevereiro de 2017

Famílias de jornalistas irão processar Chapecoense por acidente na Colômbia

(Foto: AFP Photo/ Raul Arboleda)

Por Nicholas Araujo
Redação Blog do Esporte


A Chapecoense pode ser processada por algumas famílias de jornalistas pelo acidente na Colômbia. O advogado João Tancredo, que defende as famílias de sete jornalistas, informou que entrará com um processo alegando que o clube tem responsabilidade no episódio, mas sem a culpa da queda da aeronave.


“A Chapecoense terá que ser processada, não tem jeito. Foi o clube que fretou a aeronave e fez o contrato com a empresa aérea. A Chapecoense tem responsabilidade sobre o transportado, ela teria que deixá-lo em seu destino”, disse o advogado em entrevista ao jornal O Estado de S.Paulo.

Trancredo afirma que pediu a Justiça no último dia 30 o contrato firmado entre clube e a empresa aérea Lamia em relação ao acordo de quem seria responsável em caso de acidente. Além disso, também será apurado quem pagou essas passagens, pois, se foram as empresas de comunicação, elas também podem ter alguma responsabilidade na indenização.

Segundo Luiz Antônio Palaoro, vice-diretor jurídico da Chapecoense, o momento é de união das famílias contra os responsáveis pelo acidente. “O advogado está no direito de fazer o que quiser. Mas não somos responsáveis pelo acidente; somos vítimas também. O ideal é nos unirmos para brigar com seguradoras, com a companhia aérea e com o governo boliviano”, afirmou.

Palaoro explica que os jornalistas foram convidados a estarem no voo pois havia assentos vagos, mas ninguém foi obrigado a viajar com a delegação. Ele disse ainda que as famílias dos jogadores e funcionários receberam indenização de 28 salários pela Chapecoense e 12 salários pela CBF.

Em relação ao possível processo, Palaoro disse que o clube não tem recursos para pagar "indenizações milionárias". “As pessoas que entrarem contra o clube terão caminho mais tortuoso”.

Por fim, o vice-diretor negou que o advogado tenha solicitado o contrato firmado entre a Chapecoense com a Lamia. “Fornecemos para a imprensa, para todos que pediram. Ele não pediu esse contrato”.