segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

Micale é demitido pela CBF após não classificar o Brasil ao Mundial Sub-20

(Foto: EFE/José Jácome)


Seis meses após levar a Seleção ao inédito ouro olímpico, Rogério Micale foi demitido pela CBF nesta segunda-feira. O treinador não resistiu à campanha no Sul-Americano Sub-20, em que o Brasil terminou na quinta colocação e sequer se classificou para o Mundial da categoria, e foi desligado do cargo, assim como o coordenador das categorias de base, Erasmo Damiani. Os novos profissionais serão indicados por Edu Gaspar, coordenador da principal.


Damiani foi o primeiro a cair, ainda na semana passada, logo após retornar do Sul-Americano. Micale seguiu do Equador para Monaco, para participar da premiação do Laureus (na qual a seleção brasileira concorria indicada ao posto de melhor time do ano de 2016). De volta ao Brasil, o técnico se reuniu com o presidente da CBF, Marco Polo del Nero, que sacramentou a saída, assim como de toda a comissão técnica que acompanhava o treinador.

A CBF estuda agora quem ficará na coordenação das seleções brasileira de base. Existe a possibilidade de Sylvinho ser chamado para a vaga de Micale no comando técnico da seleção sub-20 e Alessandro assumir a coordenação das seleções de base, no lugar de Damiani. 

Há também a chance de Sylvinho acumular o cargo de coordenador e treinador da sub-20, o que alteraria a estrutura de base das seleções. A seu favor, pesam  o conhecimento e bom relacionamento com Tite, de quem é auxiliar na seleção brasileira. Sua inexperiência na base, porém, joga contra, além do fato de residir, atualmente, em Milão.

Globo Esporte