quarta-feira, 8 de março de 2017

Luis Enrique: "Não acho que tenha tido alguém que deixou de acreditar"

 (Foto: Reuters / Albert Gea)


O técnico do Barcelona, Luis Enrique, logicamente, era outro na sala de entrevistas coletivas do Camp Nou. Famoso por não ser dos mais amigáveis no trato com a imprensa, o treinador mostrou a sua faceta mais leve depois de ver a sua equipe conseguir a maior “remontada” da história da Liga dos Campeões com a vitória por 6 a 1 depois da derrota há três semanas em Paris por 4 a 0.


- Não acho que tenha havido alguém que deixou de acreditar. Depois de ver a entrega, apesar do gol, o time esteve impressionante. Arriscamos muito e merecemos. São coisas que às vezes acontecem no futebol e hoje foi com a gente. Quero dedicar esses 6 a 1 a todos que, desde a derrota por 4 a 0, estavam convencidos de que podíamos ser capazes de ganhar essa eliminatória. A todos que confiaram neste time isso vai para vocês.

O treinador bateu por mais de uma vez na tecla da persistência do Barça:

- A chave foi a fé absoluta dos jogadores e da torcida. Nem no minuto 84 (quando estava 3 a 1) jogaram a toalha. Não somos os Globetrotters (time de exibição de basquete) porque podemos perder, mas somos um time com jogadores que acreditam no impossível. O sexto gol foi marcado até pelo culé que estava no outro lado do mundo.

Pensando mais adiante na Champions, Luis Enrique mandou um recado aos rivais:

- Seguramente que nossa presença nas quartas de final não vai cair muito bem para outros times. E que os times que estão claramente entre os favoritos nunca são bem recebidos pelo resto.

Globo Esporte