sábado, 4 de março de 2017

Messi dá show, Neymar faz golaço, e Barcelona atropela antes de “decisão”

(Foto: AP)


Ao menos até quarta-feira, esperança será a palavra da moda em Barcelona. Porque o Barça deu motivos para o torcedor acreditar na remontada contra o Paris Saint-Germain na Liga dos Campeões. A última impressão é a de um time aguerrido, que recuperou sua melhor versão coletiva na temporada e o talento individual de Busquets, Rakitic e Neymar. E por ter Messi, capaz de transformar aquele 1% em 100%. O craque argentino deu show nos 5 a 0 sobre o Celta, marcou dois gols, deu duas assistências, uma delas para o brasileiro anotar uma pintura de cobertura, e renovou os ânimos dos catalães (Rakitic e Umtiti completaram). O clima é de “sí, se puede”.


O desempenho do Barcelona foi tão bom que Suárez sequer precisou fazer um gol ou manter o nível de outros jogos. Messi estava lá para resolver e Neymar, bastante participativo, para dar o toque de classe. O argentino abriu o placar aos 24 minutos, em jogada individual que chamaríamos de golaço se fosse de qualquer ser-humano - para ele, não é novidade. Aos 40, o camisa 10 encontrou Neymar na área, e o brasileiro encobriu Álvarez com genialidade. No segundo tempo, Rakitic, em passe de Rafinha, aos 12, e Umtiti, em outra assistência de Messi, aos 16, ampliaram até que o próprio argentino fechasse a conta, aos 19 – avançou pela direita, cortou marcadores e chutou no contrapé do goleiro. Fácil como ganhar Bolas de Ouro.

O Barça começou o jogo pressionado - não apenas pelo anúncio de Luis Enrique na própria quarta-feira de que não renovará o seu contrato e deixará o clube em junho. Horas antes, o Real Madrid havia feito o seu serviço mesmo com muitos poupados diante do Eibar (goleou por 4 a 0) e assumiu a ponta provisória. O resultado no Camp Nou devolve a liderança ao Barcelona, agora com 60 pontos - embora o Real, com 59, tenha um jogo a menos, justamente contra o Celta. O Celta é o 10º, com 35 pontos. Confira a classificação atualizada do Espanhol

QUARTA-FEIRA É GUERRA?!
O Celta é atualmente um time de meio de tabela no Espanhol, mas eliminou o Real Madrid nas quartas de final da Copa do Rei num mês de janeiro não muito distante. O resultado deste sábado não deve servir como parâmetro para o PSG, alguns patamares acima, mas a atuação, sim. Não sabemos se será em definitivo, se resistirá à pressão ou aos contra-ataques franceses, mas o Barcelona voltou a encantar, ainda que por um par de dias. E isso já basta para que o torcedor encha o peito e crie também um ambiente de maior hostilidade no Camp Nou, um pouco distante do que é hoje o principal ponto turístico da cidade. Na ida, deu PSG por 4 a 0.

Globo Esporte