terça-feira, 7 de março de 2017

Na volta dos testes da F1, Massa é o mais veloz da sessão matinal, em Barcelona

(Foto: Reprodução)


Depois de uma breve pausa, a pré-temporada da Fórmula 1 retorna à pista do Circuito da Catalunha, em Barcelona, nesta terça-feira. E na primeira sessão desta segunda semana, Felipe Massa voou baixo para anotar o tempo mais rápido desta manhã, com 1m19s726. A marca é apenas 0s021 mais alta que o melhor registro da pré-temporada, anotado por Valtteri Bottas (1m19s705), no terceiro dia de testes.


A diferença é que enquanto o finlandês da Mercedes o fez de pneus ultramacios (faixa roxa), o brasileiro da Williams estava calçado com os supermacios (faixa vermelha), um composto um pouco mais lento. Daniel Ricciardo foi o segundo mais veloz nesta manhã com a RBR, com 1m19s900, enquanto Lewis Hamilton ficou com a terceira colocação ao anotar 1m20s456.

Enquanto o brasileiro da Williams foi o mais rápido, coube ao alemão da Ferrari ser o piloto que mais andou pela manhã, confirmando a boa fase da escuderia de Maranello neste início de 2017. O tetracampeão engavetou nada menos do que 82 voltas nas primeiras quatro horas de testes. Felipee surge logo atrás, com 67 giros completos no circuito espanhol.

Volta de Wehrlein, problemas em Renault e McLaren

Quem deu as caras na abertura da segunda semana de testes foi o alemão Pascal Wehrlein, da Sauber. Fora da primeira bateria por não ter sido aprovado nos exames médicos depois de um acidente sofrido no início do ano, na Corrida dos Campeões, o piloto foi à pista pela manhã, completou 47 voltas e ficou com o penúltimo tempo 1m23s336, à frente apenas de Jolyon Palmer, da Renault. A equipe francesa, aliás, teve sua manhã interrompida por problemas em um dos sensores do carro, sendo obrigada a trocar o motor do RS17. O time espera retornar para a sessão da tarde.

A situação da McLaren em 2017 parece uma mistura de novela dramática com comédia pastelão. Com um problema elétrico, a equipe de Woking terá de trocar o seu motor mais uma vez, (o quinto) limitando em 34 as voltas dadas por Stoffel Vandoorne na manhã desta terça-feira. O piloto termina a sessão em oitavo, com 1m22s698. Apesar da falha, a equipe, assim como a Renault, espera testar à tarde.

- É frustrante para todos. Quando não se tem muitos dias de testes, você quer aproveitar o máximo. É frustrante para o Stoffel e para todos nós - afirma o chefe do time, Eric Boullier.

Globo Esporte