sexta-feira, 31 de março de 2017

Rafaela Silva e outros quatro brasileiros sobem ao pódio na Geórgia

(Foto: Reprodução)


Dos seis atletas do Brasil que competiram nesta sexta-feira no Grand Prix de Tibilisi, na Geórgia, cinco subiram ao pódio. Além da campeã Arissa Koyama (-48kg), o país contou ainda com as pratas de Rafaela Silva (-57) e Érika Miranda (-52kg), e os bronzes de Phelipe Pelim (-60kg) e Charles Chibana (-66kg). O único atleta a passar em branco foi Daniel Cargnin (-66kg), que se despediu nas oitavas de final.


O destaque do dia foi Arissa Koyama. Após vencer três lutas, a jovem judoca não se intimidou diante da experiente ucrianiana Maryna Cherniak na final, e garantiu o ouro na categoria até 48kg. Esta foi a segunda medalha dourada de Koyama no Circuito Mundial da FIJ (Federação Internacional de Judô). A brasileira já havia sido campeã do último Grand Slam de Baku.

Eleita Melhor Atleta de 2016 no Prêmio COB, Rafaela Silva compensou sua ausência na entrega da premiação, na última quarta-feira, com mais uma medalha para o Brasil. A campeã olímpica venceu duas lutas na categoria até 57kg e, na final, foi derrotada pela russa Irina Zabludina, após sofrer uma chave de braço, ficando com a prata. Érika Miranda, -52kg, também bateu na trave, ao ser superada na decisão pela francesa Amandine Buchard.

Phelipe Pelim (-60kg) e Charles Chibana (-66kg) completaram o bom dia do Brasil na competição faturando duas medalhas de bronze.

Globo Esporte