sábado, 15 de abril de 2017

Corte Arbitral do Esporte ratifica proibição de empresários serem donos de jogadores

(Foto: FABRICE COFFRINI/AFP/GETTY IMAGES)


A Corte Arbitral do Esporte (CAS) confirmou nesta segunda-feira a proibição de empresários serem donos de direitos econômicos de jogadores, em decisão sobre recurso do clube belga Seraing. O time da Bélgica já tinha sido sancionado pela Fifa por descumprir sua norma relativa ao Estatuto e Transferência de Jogadores.


"A Corte Arbitral do Esporte (CAS) confirma a validação do regulamento da Fifa que proíbe uma terceira parte de terceiros como proprietários", informou o órgão, em nota que chegou ao ESPN.com.br.

"Essa decisão do CAS, o clube da Bélgica violou os artigos da Fifa, cedendo parte de direitos a uma terceira parte, isso chegou à Fifa, que condenou o clube a ficar impedido de registrar os jogadores por quatro janelas, ou dois anos, mais uma multa. Apelaram ao CAS, que disse que o clube não respeitou os artigos, só que reduziu a penalidade da impossibilidade de contratar para três janelas", analisou à reportagem o advogado João Henrique Chiminazzo sobre o caso.

O CAS considerou a punição de transferência muito pesada e a reduziu. Mesmo assim, também decidiu que os artigos 18b e 18c estão em conformidade com a lei. A Fifa também lhe impôs uma multa de 150 mil francos suíços (R$ 467 mil).

A Comissão Disciplinar da Fifa multou a equipe por descumprir a regra sobre a propriedade dos direitos econômicos de jogadores por parte de terceiros e a influência destes ao violar os artigos citados.

ESPN