sábado, 8 de abril de 2017

Neymar é expulso, Barcelona cai diante do Málaga, e líder Real Madrid agradece

(Foto: EFE)


A vitória significaria a liderança e a possibilidade de o Barcelona depender apenas de seus esforços para buscar o título espanhol. Mas do outro lado havia um Málaga muito forte na defesa com um contra-ataque mortal. Resultado: o atual bicampeão caiu por 2 a 0 diante de 28.314 torcedores em La Rosaleda e, mesmo após o empate entre Real e Atlético, viu a chance de dormir na ponta cair por terra. A tarefa catalã ficou ainda mais complicada depois que Neymar recebeu seu primeiro cartão vermelho pelo clube, aos 19 da segunda etapa. Sandro Ramírez, ex-Barça, e Joby Rodríguez marcaram os gols da partida.


Com mais sete rodadas pela frente, o Barcelona estaciona nos 69 pontos contra 72 do líder Real Madrid, que tem um jogo a menos. Como ainda tem um confronto direto contra o rival, daqui a duas semanas  dentro do Santiago Bernabéu, o time de Luis Enrique pode diminuir o prejuízo, mas não depende mais de seus próprios esforços para buscar o título. O Málaga chega aos 33 pontos e sobe um lugar na tabela, de 15º para 14º.

Primeiro tempo, 26 minutos: Neymar recebe o amarelo por amarrar a chuteira bem diante da falta que seria cobrada pelo Málaga; Segundo tempo, 19 minutos: Neymar leva o vermelho por chegada mais dura em  Llorente no campo de ataque do Barça. Foi a primeira expulsão do brasileiro com a camisa do Barcelona, que perdia por 1 a 0 naquele momento e não conseguiu buscar a reação. Assim, ele acumula agora cinco vermelhos na carreira: um pelo Barça, outro pela Seleção e três pelo Santos.

O Barcelona teve mais posse de bola, finalizou mais, só que o resultado foi justo. Com a defesa muito bem montada, o Málaga soube explorar os contra-ataques e foi dessa maneira que chegou ao primeiro gol com o ex-catalão Sandro Ramírez, aos 31 do primeiro tempo. Na segunda etapa, o panorama seguiu o mesmo, e a expulsão de Neymar não ajudou lá muita coisa o time de Luis Enrique, que viu Jony Rodríguez matar o jogo nos acréscimos em novo contra-ataque.

Outros tabus caíram neste sábado. Foi a primeira vez que um jogador do Barcelona foi expulso após 59 rodadas no Campeonato Espanhol. O último foi Mascherano, em 25 de outubro de 2015, contra o Eibar. Além disso, os catalães não perdiam em La Rosaleda desde a história goleada por 5 a 1 em 2003. Para o zagueiro Umtiti, que sentiu o amargo gosto da derrota na liga espanhola após 18 vitórias seguidas.

Globo Esporte