quinta-feira, 13 de abril de 2017

Tribunal suíço rejeita apelação contra decisão do CAS de manter suspensão russa

O Comitê Paralímpico da Rússia sofreu nova derrota e segue suspenso. Punido pelo Comitê Paralímpico Internacional, a organização russa recorreu ao Tribunal Federal Suíço, mas teve sua apelação rejeitada. A entidade paralímpica russa tentava, no Tribunal Suíço, derrubar a decisão anterior da Corte Arbitral do Esporte - que mantivera a suspensão por tempo indeterminado imposta pelo Comitê Paralímpico Internacional. A punição aplicada pelo IPC foi tomada após a publicação do relatório de Richard McLaren, que revelou a extensão de esquemas patrocinados pelo governo para burlar o controle antidoping.

Em sua defesa, os russos alegavam que a decisão do IPC feria direitos individuais dos atletas. Mas o Tribunal Suíço considerou que tal análise não teria que ser feita pelo CAS. Os russos também argumentaram que os paraolímpicos deveriam ser tratados da mesma forma que os atletas olímpicos, uma vez que o Comitê Olímpico da Rússia não foi suspenso pelo Comitê Olímpico Internacional (COI) – apenas a Federação Internacional de Atletismo (IAAF) suspendeu o país do quadro de competições.

O IPC admite que a suspensão ao RPC tem consequências para os atletas, visto que os mesmos não podem ingressar em competições chanceladas pela entidade, como é o caso dos mundiais e dos Jogos Paralímpicos. Mas não se comove com a situação. Em processos individuais movidos por atletas russos, o IPC saiu vencedor diante das mesmas alegações.

Globo Esporte