segunda-feira, 17 de abril de 2017

Zago será denunciado por chute em médico do Caxias na primeira semifinal

 (Foto: Eduardo Deconto)


O procurador do Tribunal de Justiça Desportiva (TJD) Renan Cardoso vai denunciar nos próximos dias o técnico do Inter, Antônio Carlos Zago, o auxiliar Galeano e o médico do Caxias Jeferson Mezomo pela confusão em que o trio se envolveu ainda no primeiro tempo de Inter x Caxias, no Beira-Rio. Cardoso aguarda apenas a divulgação da súmula por parte da Federação Gaúcha de Futebol (FGF) para preparar a denúncia.


– Zago deve ser denunciado por agressão, de forma escondida, e a pena mínima é de quatro partidas. O Galeano por atitude hostil e o médico, que invadiu a área técnica do Inter, por atitude antidesportiva. Estamos aguardando a chegada da súmula. As imagens são claras. Temos que ver se o árbitro relatará algo – disse Cardoso.

Aos 15 minutos do primeiro tempo, Mezomo foi chamado ao gramado para atender o meia Wagner, que sofreu falta de Dourado e deixou o campo com um sangramento na boca. Quando o médico estava saindo, ele e D’Alessandro começaram a discutir. Já fora do gramado, na área técnica do Inter, Zago chutou o profissional do Caxias, que na sequência foi empurrado por Galeano.

– Ele vinha xingando o D’Alessandro desde o campo, tinha que entrar para ver o jogador e fazer a parte dele, não ficar ofendendo em campo os jogadores do Inter. São coisas que acontecem, estava nervoso. O árbitro, eu. Já ficou arquivado, conversamos depois, também – disse Zago após a partida, vencida pelo Inter por 1 a 0.

Com a vitória por 1 a 0 dentro de casa, o Inter só precisa de um empate no duelo do próximo domingo, no Estádio Centenário. O Colorado pode até perder por um gol de diferença, desde que marque gol, em função do saldo qualificado. Já o Caxias fica com a vaga na decisão se vencer por dois ou mais gols de diferença. Um novo 1 a 0 em favor do time grená leva a o confronto para os pênaltis. 

Globo Esporte