quarta-feira, 31 de maio de 2017

Kindermann vence Iranduba fora de casa e se classifica para 2ª fase do BR feminino

(Foto: Michael Dantas/Divulgação)


Em duelo realizado nesta quarta, às 16h, na Arena da Amazônia, em Manaus, o Kindermann conseguiu o resultado que precisava para confirmar a classificação para as quartas de final do Campeonato Brasileiro feminino. Venceu o Iranduba por 2 a 0 e tirou a invencibilidade da equipe amazonense dentro de casa. Os gols foram marcados por Bruna Calderan e Duda.

Com o resultado, o Kinderman termina a fase de classificação com 23 pontos e se garantiu terceiro lugar no grupo 1. Com isso, pegará o Rio Preto, segundo do grupo 2, nos dias 14 e 21 deste mês. Já o Iranduba, que já estava classificado, caiu para o segundo lugar, com 36 pontos (um a menos que o Corinthians), e pegará o Flamengo, terceiro da chave 2. Os confrontos serão também nos dias 14 e 21. As catarinenses farão o segundo jogo em casa e as amazonenses decidirão na Arena da Amazônia.

O primeiro tempo foi bem mais equilibrado que o esperado. Precisando vencer para sonhar com a classificação, o time catarinense mostrou que é uma equipe bem melhor que aquela que perdeu em casa para o Iranduba, na primeira rodada. Tentando se impor, o Hulk esbarrou em um adversário muito bem postado, que dificultou as subidas e tentou jogar no erro do time amazonense. A chance mais clara do primeiro tempo caiu nos pés de Catyellen, que recebeu em meio a marcação, tentou se livrar da zaga e saiu cara a cara com Rubi, que efetuou um milagre impedindo o gol. As poucas chances criadas pelo Iranduba nasceram em sua maioria de contra-ataques rápidos. A chance mais clara do time amazonense foi de Dany Helena, que recebeu no meio, após um chute mascado de Kamilla. Bem marcada, ela tentou tocar de letra, mas parou na importante defesa de Bárbara.

Na segunda etapa, o Kinderman voltou mais ligado e foi em busca do gol. E conseguiu logo aos nove minutos, em cobrança de pênalti, com Bruna Calderan. A penalidade ocorreu em cima de Duda, que invadiu a área e foi derrubada por Djeni. E as catarinenses não deram muito fôlego para o Hulk e conseguiram o segundo gol aos 16, em jogada das mesmas jogadoras do primeiro tento. Bruna Calderan cobrou falta e Duda pegou chute sem pulo para ampliar: 2 a 0. Depois do ritmo intenso início, a partida perdeu um pouco de ritmo. Tanto Kindermann quanto Iranduba não criaram boas jogadas. Pelo lado amazonense, o técnico Sérgio Duarte colocou outras jogadoras, mas não conseguiu mudar o cenário do jogo. Já as catarinenses, do treinador Jorge Barcelos, administraram o placar até o final do jogo para garantir a classificação.

Globo Esporte