segunda-feira, 29 de maio de 2017

Rogerinho salva match-points e anota virada heroica na estreia de Roland Garros

(Foto: Eric FEFERBERG / AFP)


Não existe jogo perdido para ele. O brasileiro Rogerio Dutra Silva conseguiu uma virada heróica sobre o russo Mikhail Youzhny, 86º, com parciais de 4/6, 7/6(3), 2/6, 7/6(4) e 6/2 em 4h11 de jogo na estreia de Roland Garros.

O russo começou bem a partida e logo abriu 3/0. O número 2 do Brasil reagiu, quebrou, mas viu o adversário devolver a quebra para fechar a parcial. O brasileiro perdia por 4/1 no segundo set, mas virou. No tie-break, reação do brasileiro para empatar a partida.

Se o jogo já estava complicado, o drama tomaria conta do jogo. Ainda se recuperando da torção no tornozelo, Rogerinho desequilibrou e caiu novamente. Depois da queda, o paulista teve de enfaixar o pé e ficou com a movimentação comprometida. Youzhny se aproveitou da situação e conseguiu abrir vantagem, fechando a parcial e conquistando uma quebra no set seguinte.

O jogo parecia ter acabado, mas o brasileiro continuou lutando ponto a ponto. Aos poucos, o começou a se mexer melhor. Voltou a devolver mais bolas e se manteve firme do fundo. O adversário teve dois match-points no saque em 5/4, mas Rogerinho salvou e empatou uma partida "perdida" ao levar mais um tie-break.

Em grande momento, o brasileiro jogou muito no quinto set. Pouco errou, conseguiu encaixar winners impressionantes e não deu chances ao rival. Fim de jogo e mais uma virada para o currículo. Rogerinho possui quatro vitórias em partidas de cinco sets na carreira, todas de virada. A partida também entra para o currículo do brasileiro como a mais longa de sua carreira.

Foi a segunda vitória do Brasil no torneio. Ontem, Thomaz Bellucci também levou a melhor em uma partida com tom dramático. O próximo adversário do número 2 do país será o canadense Milos Raonic, número 6 do mundo.

Globo Esporte