sábado, 24 de junho de 2017

Botafogo segura pressão no segundo tempo e empata com Tupi pela série C do Brasileiro

(Foto: Rogério Moroti/Divulgação)

Por Nicholas Araujo
Redação Blog do Esporte


O Botafogo-SP arrancou o empate em 0 a 0 contra o Tupi-MG neste sábado (24), em rodada válida pela série C do Campeonato Brasileiro. Após dominar o primeiro tempo, o tricolor sentiu a pressão na etapa final, mas contou com boas defesas de Neneca para sair de Juiz de Fora com um ponto ganho.

A equipe volta a liderança do grupo C com 12 pontos, ao lado do São Bento, que está em segundo pelo saldo de gols. Na próxima rodada, o Pantera recebe o Tombense no domingo (2), às 16h.

O jogo

A partida começou morna e sem muito brilhantismo para os dois lados. Com jogadas concentradas no meio campo, os dois times não se arriscavam ao ataque e mantinham a posse de bola. O Botafogo ficou mais perto do gol com jogadas de Morais e Edno, mas que não acertaram a meta do time mineiro.

Vitinho teve chance na primeira etapa após receber passe de Edno dentro da área, mas o atleta mandou a bola rasteira para fora. Edno ainda assustaria os donos da casa antes do intervalo, mas a pontaria não estava calibrada.

Na etapa complementar, o Botafogo veio decidido a vencer o jogo, mas as boas defesas do goleiro e chutes sem direção não inauguraram o placar. Samuel Santos teve a chance de cabeça depois de receber belo cruzamento, pela esquerda, mas o zagueiro adversário tirou em cima da linha e mandou para fora.

Em seguida, o Tupi pressionou e jogou os visitantes para a defesa. Neneca precisou trabalhar pelo menos três vezes no gol para garantiu o empate, Gladstone também foi importante na defesa com bons desarmes e interceptações. No fim, placar zerado e um ponto para cada lado.

Enquanto o Botafogo recebe o Tombense na próxima rodada, o time de Juiz de Fora faz mais um jogo em casa, agora contra o Volta Redonda no sábado (1º), às 21h. A equipe é a sexta colocada na chave B com 9 pontos.

Rodrigo Fonseca viu equipe do Botafogo empatar em 0 a 0 (Foto: Rogério Moroti/Divulgação)