domingo, 11 de junho de 2017

Brasil domina Alemanha e começa novo ciclo olímpico com título no Torneio de Montreux

(Foto: Reprodução)


Com uma equipe renovada após a Olimpíada de 2016, o Brasil venceu a Alemanha na final do Torneio de Montreux de vôlei feminino, na Suíça, e conquistou o título. As meninas comandadas por José Roberto Guimarães dominaram grande parte da partida neste domingo, na Salle Omnisports Perrier, e fecharam em 3 sets a 0, com parciais de 25/21, 25/18 e 25/20. A central Carol foi eleita a MVP da competição. Com o resultado, a seleção conseguiu o primeiro título do novo ciclo olímpico e venceu a tradicional competição pela sétima vez.


Em Montreux, o Brasil começa o ciclo olímpico até Tóquio 2020 cheio de caras novas. Apenas três campeãs olímpicas (Natália, Tandara e Adenízia) comandam o grupo cheio de novatas. Além das medalhistas de Londres, Zé Roberto usou como titulares Rosamaria, Carol, Roberta e a líbero Suelen. A seleção alemã também faz um trabalho de desenvolvimento de uma nova geração. Do grupo, dez jogadoras tinham menos de 24 anos de idade.

- Para esse início de trabalho foi muito legal conquistar esse título. Sabemos que ainda temos muito o que melhorar, mas fiquei feliz que mostramos uma evolução a cada jogo nessa competição. Também foi importante porque esse torneio serviu como experiência para muitas jogadoras novas que nunca tinham defendido a seleção adulta. Temos que continuar trabalhando forte para chegarmos no patamar que almejamos - avaliou Natália.

Agora, o Brasil faz dois amistosos ainda neste mês de junho contra a Polônia nos dias 27 (Belo Horizonte) e 29 (São Paulo). E termina a preparação para a disputa do Grand Prix, que começa no dia 7 de julho e vai até 6 de agosto.

- Sabemos que estamos passando por um processo novo na seleção. Esse título nos dá mais confiança para seguirmos trabalhando forte. O grupo evoluiu ao longo do torneio e isso é positivo. O sentimento na seleção adulta é outro e a responsabilidade também. Estou aqui para aprender e evoluir e fico feliz que a primeira competição tenha terminado com um título - disse Rosamaria.

A seleção do campeonato teve a presença de três brasileiras. A central Carol foi eleita a melhor jogadora da competição (MVP) e a melhor central. A levantadora Roberta ficou com o prêmio de melhor da sua posição e a capitã Natália foi considerada a melhor ponteira. Ao final do jogo, Carol comentou sobre o momento atual da equipe brasileira.

- Estou feliz. Estamos iniciando um trabalho e tivemos apenas uma semana de treinamento com todo o grupo antes de viajarmos. Nossa expectativa é melhorar cada vez mais como equipe e posso falar que é sempre um orgulho muito grande representar o Brasil - disse Carol.

O JOGO

A Alemanha começou melhor e fez 5/2. Bem nos contra-ataques e no saque, as alemãs foram para o primeiro tempo técnico com cinco de vantagem (8/3). Se aproveitando dos erros das alemãs, o time verde e amarelo virou o marcador (9/8). Bem no saque, as brasileiras abriram dois pontos (11/9). O set ficou disputado ponto a ponto. Com um ponto de bloqueio da central Adenízia, o time verde e amarelo fez 17/16. As alemãs viraram o marcador (18/17) e o treinador José Roberto Guimarães pediu tempo. A paralização fez bem ao time verde e amarelo que fez 21/20. O Brasil foi melhor na parte final da primeira parcial e venceu o set por 25/21.

A Alemanha voltou melhor para o segundo set e fez 6/3. Numa boa sequência de saques da central Carol, o Brasil empatou (6/6). A parcial ficou disputada ponto a ponto. A Alemanha foi para o primeiro tempo técnico com um de vantagem (8/7). Bem no bloqueio, as brasileiras viraram o marcador e abriram dois pontos (13/11). Quando o Brasil fez 14/11, o treinador da Alemanha pediu tempo. O Brasil seguiu melhor e foi para o segundo tempo técnico com três de vantagem (16/13). O Brasil segurou a vantagem até o final e levou a melhor no segundo set por 25/18.

Com um ace da ponteira Rosamaria, o Brasil fez 9/7 no início do terceiro set. Bem no saque, a Alemanha diminuiu a diferença no marcador (10/9). As europeias cresceram de produção e viraram o placar (13/12). Com velocidade, as brasileiras voltaram a liderar o marcador e fizeram 16/13. Quando o Brasil fez 18/14, o treinador da Alemanha voltou a parar o jogo (19/14). O Brasil segurou uma reação da Alemanha e venceu o terceiro set por 25/20 e o jogo por 3 sets a 0.

EQUIPES

Brasil - Roberta, Tandara, Natália, Rosamaria, Adenízia e Carol. Líbero - Suelen
Entraram - Amanda, Naiane, Edinara e Drussyla 
Técnico - José Roberto Guimarães

Alemanha - Brinker Maren, Geerties Jennifer, Lippmann Louisa, Schölzel Marie, Möllers Lena e Schwertmann Leonie. Líbero - Dürr Lenka

Entraram - Kemmsies Irina, Stigrot Lena, Grozer Dora e Großer Tanja
Técnico - Felix Koslowski

Campanha do Brasil no Torneio de Montreux 2017

Primeira Fase
06/06 - Brasil 3 x 1 Polônia (25/20, 21/25, 25/23 e 26/24) 
07/06 - Brasil 2 x 3 Alemanha (17/25, 25/20, 22/25, 25/23 e 13/15)
09/06 - Brasil 3 x 1 Tailândia (25/16, 24/26, 25/17 e 25/14)

Semifinal
10/06 - Brasil 3 x 1 China (25/17, 25/22, 27/29 e 25/16)

Final
11/06 - Brasil 3 x 0 Alemanha (25/21, 25/18 e 25/20)