terça-feira, 13 de junho de 2017

China sofre gol nos acréscimos, empata e praticamente dá adeus ao sonho da Copa

(Foto: Reuters)


China sofreu um forte baque nesta terça-feira em sua busca por uma vaga na Copa do Mundo de 2018. Jogando fora de casa, a equipe de Marcello Lippi empatou com a Síria por 2 a 2, sofrendo o último gol aos 48 minutos da etapa final. Com o resultado, os chineses param nos seis pontos e ficam a seis do Uzbequistão, terceiro colocado. Já a Síria chega aos nove pontos e também está na briga para ir à Rússia.

Logo aos 12 minutos, Haj Mohamad foi lançado pelo meio, driblou o goleiro Cheng e foi derrubado. O árbitro marcou pênalti, que foi convertido por Al Mawas. A virada chinesa veio no segundo tempo, e começou também com uma penalidade máxima. Após cobrança de escanteio, Linpeng se enrolou com Al Nakdali na área, e o juiz viu falta. Lin empatou a partida aos 23 da etapa final. Aos 30 minutos, após cruzamento da esquerda, Xiao ajeitou de cabeça e Xi virou o duelo para os chineses. No último lance da partida, o capitão sírio Al Salih cobrou falta no ângulo e evitou a derrota da Síria, que mantém o sonho de ir para a repescagem contra o terceiro colocado do grupo 2.

Para alcançar a repescagem, a China irá precisar vencer seus próximos dois jogos, contra o próprio Uzbequistão e o Catar, torcer para o rival direto não somar nenhum ponto no duelo com a Coréia do Sul e ainda tirar um saldo de quatro gols de diferença. A Síria, por outro lado, está com nove pontos e também precisa secar os uzbeques. Além disso, a equipe do treinador Hakeem vencer o Catar e o líder Irã.

Globo Esporte