quarta-feira, 28 de junho de 2017

Falcão adia adeus à seleção e anuncia retorno: "É minha segunda pele"

(Foto: Reprodução)


O maior jogador de todos os tempos de futsal deverá seguir sua trajetória na seleção brasileira. Após anunciar a aposentadoria com a camisa canarinho, Falcão deve voltar a ser convocado após novas mudanças na gestão da CBFS e a saída do técnico PC de Oliveira do comando da seleção.

Em entrevista ao GloboEsporte.com, Falcão admitiu o retorno e a intenção de ajudar a seleção brasileira a recuperar patrocinadores, a boa imagem da CBFS e auxiliar no planejamento visando a disputa da Copa do Mundo de 2020.

– Na verdade é uma hierarquia e temos que respeitar. A antiga comissão técnica entendia que não era mais o momento de eu ir para a seleção, um direito deles e não estou reclamando. Agora a seleção retornando para as mãos da CBFS eles acham que eu tenho que voltar. Eu faço o que estiver a meu alcance para ajudar o futsal. Minha aposentadoria foi um pouco direcionada, um direito da antiga comissão técnica, mas agora eles entendem que é importante minha continuação – disse Falcão.

São 386 gols vestindo a camisa da seleção brasileira, 48 gols em Copas do Mundo - sendo o maior artilheiro da história do torneio -, dois títulos da Copa (2008 e 2012), além de duas vezes eleito o melhor jogador pela Fifa e outras quatro pela revista Futsal Planet, chancelados pela entidade. Dentre os números do craque, destaque ainda para o status de maior artilheiro de seleções dentre todos os esportes ligados ao futebol (de campo, areia e futsal). Aos 40 anos, Falcão se diz feliz por retornar para o lugar de onde não queria ter saído tão cedo.

– Essa volta não é por um periodo longo, até porque tenho 40 anos. Mas é sempre uma satisfação poder vestir a camisa da seleção. Mas isso depende do treinador, se a comissão nova achar que devo voltar quero jogar. É um prazer para mim, é minha segunda pele e estou à disposição. Eles me procuraram, acham importante eu voltar e acredito que o futsal tem que ser um esporte de primeiro vender e depois tentar revolucionar. Acho que o Falcão ainda vende e esse é o momento de juntar isso com a renovação com grandes profissionais para tocar tudo isso – analisa.

CBFS rompe parceria, muda de sede e procura novo técnico

O presidente da Confederação Brasileira de Futebol de Salão (CBFS), Marcos Madeira, revelou com exclusividade ao GloboEsporte.com as mudanças que pretende fazer na entidade e ressaltou a importância de Falcão no processo de transição.

– O Falcão faz parte da nossa administração, está dentro do nosso conselho, assim como os patrocinadores estarão na nossa gestão de transparência. O Falcão faz parte desse planejamento que estamos fazendo. Com certeza ele voltará a jogar. Se o técnico o convocar, tenho certeza que ele estará à disposição da seleção brasileira – disse o presidente da CBFS.

A última convocação de Falcão foi feita pelo técnico PC de Oliveira, quando o craque atuou contra a Colômbia no Desafio Internacional de Futsal na Arena da Barra da Tijuca, no Rio, em março. O jogo seria o penúltimo dele pelo Brasil. Agora, o craque deve prolongar por alguns meses sua história na seleção brasileira.

No início da tarde desta quarta-feira, Falcão comentou, através de uma rede social, a notícia adiantada pela reportagem do GloboEsporte.com sobre seu retorno a seleção brasileira.

Globo Esporte