domingo, 25 de junho de 2017

Técnico de Camarões vê rigor exagerado e fica sem entender confusão do árbitro

(Foto: Patrik Stollarz/AFP)


Em episódio protagonizado pela arbitragem foi o ponto negativo da vitória da Alemanha por 3 a 1 sobre Camarões neste domingo, pela Copa das Confederações na Rússia. Aos 18 minutos do segundo tempo, o camaronês Mabouka foi imprudente na disputa de bola e cometeu falta dura em Emre Can, que ficou caído no chão. Foi aí que começou a sequência de erros do árbitro colombiano Wilmar Roldan.

Primeiro ele deu cartão amarelo para o jogador errado, Siani. Após o uso do recurso de vídeo (VAR = árbitro assistente de vídeo), Roldan mudou a cor do cartão, mas não corrigiu o erro: vermelho para Siani, que nada teve a ver com o lance. O VAR precisou entrar em ação novamente para avisar ao árbitro que o jogador não era o correto. Aí, sim, Roldan retirou o cartão de Siani e aplicou o vermelho em Mabouka.

Na coletiva de imprensa pós-jogo, o técnico Hugo Broos criticou a punição, que considerou exagerada, e lamentou a confusão feita pelo árbitro.

- Não sei como responder, porque o árbitro não deu uma explicação para nós. Ele deu cartão vermelho ao Siani. Aí acho que o pessoal do vídeo reviu e o avisou que era o Mabouka. Nesse caso particular, os dois (Siani e Mabouka) tiveram punição muito alta. Não vejo por que ele tinha que dar o vermelho ao meu jogador. Os dois (Mabouka e Can) levantaram muito o pé. Não entendi por que só o meu jogador recebeu o vermelho. Não me pergunte o que realmente aconteceu. Não entendi - disse o comandante de Camarões.

Técnico da Alemanha, Joachim Löw também foi questionado sobre o tema e confessou que tanto ele quanto Can acharam o vermelho rigoroso demais.

- Falei com Emre Can, e ele me disse que foi tocado, mas que não teve a impressão de que foi falta. Não vi na tela, só olhei para o árbitro. Eu vi que Can ele tocou o jogador, mas tampouco tive a impressão de ter sido falta dura, com a intenção de machucar - contou Löw.

No fim das contas, a Alemanha venceu Camarões por 3 a 1 e se classificou às semifinais da Copa das Confederações com a melhor campanha do Grupo B. Vai enfrentar o México na próxima quinta-feira, novamente em Sochi. Os africanos estão eliminados do torneio.

Globo Esporte