terça-feira, 27 de junho de 2017

Villeneuve defende Vettel em incidente com Hamilton: "Eu faria o mesmo"

(Foto: Reprodução)


Jacques Villeneuve foi protagonista de um dos episódios mais polêmicos na história da Fórmula 1: o choque com Michael Schumacher no GP da Europa de 1997, decisão do título daquele ano. Na ocasião, os dois brigavam pelo campeonato, e o alemão jogou o carro da Ferrari em cima da Williams do canadense. Schumacher acabou excluído do campeonato e Villeneuve se sagrou campeão pela primeira vez. Ainda repercutindo o entrevero entre Lewis Hamilton e Sebastian Vettel no GP do Azerbaijão, o filho de Gilles Villeneuve defendeu o tetracampeão.

- Foi bem diferente (do que em 1997). Eles estavam a 16 km/h, quem se importa? Claro que foi feio, mas Lewis fez "brake test" com ele (Vettel). Eu sou piloto, já estive lá. Sempre que um piloto fizesse isso comigo, eu faria o mesmo que Seb fez. Ele pegou uma punição, a maior que podia de acordo com as novas regras.

Vettel acusou Hamilton de ter feito "brake test" com ele, ou seja, freou propositalmente para atrapalhar o rival que vinha atrás. Entretanto, segundo investigação da FIA, a telemetria diz que o inglês não tocou nos freios, mas apenas desacelerou o carro. O piloto da Mercedes, inclusive, fez questão de desmentir o tetracampeão da Ferrari: "Eu não o fiz. Eu controlei o ritmo como é feito pelo líder. Ele provavelmente estava dormindo e bateu na minha traseira". Após o toque, Vettel se irritou e jogo o carro para cima de Hamilton, o que para Villeneuve foi sem querer.

- Não acho que ele (Vettel) estava tentando acertá-lo. Ele tinha uma mão no volante, estava olhando para Hamilton e apontando o dedo. Você não bate rodas assim, você vai quebrar o seu próprio carro, e com uma mão... se você vai atingir alguém, tem as duas mãos no volante. Estou feliz em ver que pilotos tem emoções. É bom e divertido. Temos dois caras brigando pelo campeonato, ficando bravos um com o outro, e nenhum dano foi feito. Qual o grande problema? É ótimo para a TV. Bem melhor do que ver Hamilton pedir para Bottas atrasar Vettel.

A atitude de Vettel foi considerada antidesportiva pela direção de prova, e o alemão acabou punido com um drive through de 10 segundos. Hamilton, por sua vez, teve que ir aos boxes trocar a espuma de cockpit, que não tinha sido bem encaixada durante a bandeira vermelha. o ferrarista cumpriu a pena e voltou à frente do rival na pista, terminando em quarto, com o inglês em quinto. Lembrando incidente entre Bottas e Raikkonen na primeria volta, Villeneuve reclamou da inconsistência na aplicação das punições.

- Bottas não recebeu punição por bater em Kimi. Mas ao mesmo tempo as regras deveriam permitir erros. Eu fico feliz que não teve punição (para Bottas), mas então os outros não tinham que receber também. É corrida, e um errou e bateu no outro. O que Bottas fez foi só má direção, mas é corrida. O que Vettel fez não foi legal, não foi esportista, mas bom de ver.

Globo Esporte