terça-feira, 11 de julho de 2017

Britânica garante festa local, elimina Halep nas quartas e Pliskova vira nº1

 (Foto: AP Photo/Alastair Grant)


O tênis feminino tem uma nova número 1 do mundo e ela sequer estava em quadra. A romena Simona Halep ficou a dois pontos de tomar a liderança no ranking, mas foi superada de virada pela britânica Johanna Konta, 7ª, parciais de 6/7(3), 7/6(5) e 6/4 nas quartas de final do torneio de Wimbledon.

Com a derrota, a já eliminada tcheca Karolina Pliskova, atual número 3, ocupará o topo do ranking na próxima segunda-feira. A romena entrou em quadra sabendo que se tornaria a melhor do mundo caso vencesse porque Pliskova já havia sido eliminada na segunda rodada. 

Aos 25 anos, a tcheca Karolina Pliskova foi vice-campeã do US Open em 2016. Foi o melhor resultado dela na carreira. No torneio de Wimbledon, ela foi derrotada pela eslovaca Magdalena Rybarikova por 2 sets a 1, por 3/6, 7/5 e 6/2.

Foi a segunda vez que Halep teve chance de se tornar a tenista número 1 do mundo. Com a ausência de Serena Williams (grávida), Halep ficou também a um set da liderança na final de Roland Garros, onde precisava se consagrar campeã para destronar a alemã Angelique Kerber, atual líder do ranking. 

Conhecida pelo seu poderoso serviço, Pliskova não é a primeira tenista a atingir o topo sem ter vencido um Grand Slam. Cinco tenistas já passaram pela mesma situação: a belga Kim Clijsters, a francesa Amélie Mauresmo, a sérvia Jelena Jankovic, a russa Dinara Safina e a dinamarquesa Caroline Wozniacki. Somente 23 tenistas atingiram o topo do ranking mundial desde 1975, quando ranking foi colocado em prática na WTA.

A vitória de Konta garantiu a festa da torcida local. A última vez que uma britânica atingiu a semifinal em Wimbledon foi em 1978, quando Virginia Wade caiu para a americana Chris Evert. Na chave masculina, eles ainda torcem para o número 1 do mundo, Andy Murray. 

O jogo

As atletas fizeram um primeiro set de alto nível. Halep começou mais consistente e abriu 3/0. A britânica foi calibrando a esquerda e passou a atacar quando possível. Em um jogo de ataque e defesa, prevaleceu a consistência da romena. No tie-break, ela mostrou muita rapidez na movimentação, sempre passando uma bola a mais. 

O segundo set não teve quebras até os momentos decisivos. Konta sacou melhor e pressionou Halep na devolução, mas desperdiçou as chances e não converteu. Novamente, a parcial seria definida no tie-break. Com novos erros quando devolvia o saque, a tenista da casa pagou o preço e foi eliminada da competição. 

No set decisivo, a agressividade da tenista local foi decisiva para a vitória. Inspirada, a tenista acertava tudo, conquistou uma quebra no quinto game e não vacilou. Foi a quarta vez que as tenistas se enfrentaram no circuito e Konta ampliou a vantagem, agora de 3 a 1.

Na semifinal, a esperança local enfrentará a americana Venus Williams, pentacampeã do torneio, que derrotou a jovem letã Jelena Ostapenko. A partida está programada para a quinta-feira.

Globo Esporte